terça-feira, 25 de outubro de 2011

Veleiro Planeta Água está no facebook


O Veleiro Planeta Água, agora está também no facebook. Seja um amigo, adicione a gente a sua lista e saiba de nossas aventuras e desventuras. Clique Veleiro Planeta Água

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Placa no mínimo... Bem estranha !


Faltou clareza no assunto...
Colaboração: Comandante Paulo Silveira - Veleiro Riacho Doce, VDS/POA.-RS.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Oração do Velejador Solteiro...



Oração do Velejador Solteiro

Senhor, eu peço a ti uma loira surda-muda, ninfomaníaca e rica, órfã de pai e mãe, com uma bunda maravilhosa, que seja dona de uma distribuidora de cerveja e tenha uma casa na praia, com um veleiro de 43 pés de preferência francês..
Amém.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Delta 26' - Veleiro Planeta Água para aqueles que não conheceram.


Criamos esta apresentação para os amigos da Família Planeta Água que não conheceram nosso valente Delta 26'. Com ele, partimos de Porto Alegre/RS e chegamos até Vitória/ES. Usando como motorização apenas um motor de popa Yamaha de 08hp com rabeta longa, o "Planetinha" como era carinhosamente chamado, nos proporcionou belas velejadas e grandes aventuras. Você pode ver as imagens deste vídeo com as legendas clicando AQUI.

sábado, 8 de outubro de 2011

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Quem vai ao mar... Cedo ou tarde, acaba mareado.


Imagem catada na net

Enjôos
Ricardo Amatucci

"Quem é do mar não enjoa". Provavelmente você já ouviu ou ainda vai ouvir esta frase. Bobagem pura. Eu, a Diana e a Helena enjoamos. E somos do mar. Conheci muita gente que saía num mar horrível e lá, em baixo, comia o que aparecesse pela frente. De amendoim a feijoada ou os dois juntos, bebendo um copo de óleo diesel junto, e não enjoa. São raras mas existem. O que não é raro são pessoas que enjoam.

O que causa o enjoo é a dificuldade que o corpo tem de se adaptar ao balanço, devido ao constante movimento do sistema do nosso labirinto. Portanto o normal é enjoar, principalmente quando o mar está ruim e você acabou de subir a bordo. Alguns mais, outros menos.

Por relatos e experiência, quando você fica mais que dois ou três dias a bordo, a tendência é que o corpo vá se adaptando e o enjoo passa. Mas normalmente você não passa mais que dois dias a bordo sem descer, pelo menos nas pequenas travessias de um cruzeiro pela costa. É certo que  a tensão, a falta do que fazer, a ansiedade, o medo, ficar no interior do barco, em pé ou sentado, piorem o estado geral da pessoa. Por tudo isso, quando você pensar consigo "talvez eu vá enjoar se esse balanço continuar desse jeito", já era. É apenas uma questão de tempo para piorar um pouco. Por isso, a primeira medida é deitar. Se você perceber que enjoa fácil, existem basicamente três remédios que podem ser usados nesses casos. Cada organismo reage de uma maneira a essas substâncias. Uns podem provocar mais sono, outros podem dar dor no estômago. Ou você pode não sentir nada. As mais comuns são a Cinizarina (nome comercial Stugeron), o Dimenidrinato (Dramin, Dramamine) e a Meclizina (Meclin). Todos tem suas doses corretas, seus efeitos colaterais, e como medicamentos são perigosos - principalmente em casos de gravidez - se ingeridos sem ser ministrados por um médico. Por isso sugiro que procure um para aconselhá-lo(a) no uso e não se auto medique. Mas não deixe de velejar porque um dia enjoou na vida. A primeira vez que fui à Noronha, das 36 horas que a viagem durou, fiquei 34 enjoado. Mas digo: "valeu cada vomitada!"

O texto acima foi integralmente extraído do livro ao lado - Uma família pela Costa Sul - Relato e dicas para seu primeiro cruzeiro, do nosso amigo e velejador Ricardo Amatucci. Nós da Família Planeta Água, recomendamos a leitura deste belo trabalho que contém dicas e informações relevantes para aqueles que pretendem se lançar ao mar. Para saber mais e comprar os livros da Família Tangata Manu clique em:  http://tangatamanu.wordpress.com/