terça-feira, 21 de setembro de 2010

De volta à Salvador... Salvador à Maceió - CICL 2010 - XLIII

Magda e Ladislau
De volta á Salvador
Salvador à Maceió

by Captain

Setembro 06 - 08:00h - Eu, Ladislau e Magda, que pra quem não sabe quem é... É a esposa do Lalau, nos encontramos no aeroporto em Porto Alegre para seguirmos ao encontro do Planeta Água que ficou em Salvador no Tenab. Nos últimos 12 dias, alem de trabalhar um "pouquinho", fui em casa dar um cheiro nas galegas. Agora, chegou a hora de continuar a viagem rumo ao Recife - PE.

Eu, nunca havia voado de Azul, fiquei muito satisfeito de viajar em um avião fabricado no Brasil, muito confortável, com bom serviço de bordo e tarifas justas. Parabéns a Azul Linhas Aéreas Brasileiras!

14:00h - Depois de uma escala em Belo Horizonte, chegamos mais uma vez na terra do axé. Mais uma hora, e a "mochilada", incluindo "aquela porta" lembram... Eram embarcadas no Planeta, debaixo de uma chuva bem inconveniente. Não demorei a propor ao casal, irmos até a loja da regatta na Bahia Marina, assim, poderíamos retirar o pedido que fiz antes de voltar a Porto Alegre, e também "almojantar", além de tomarmos uns tantos choppsssss...

Depois da Pta. de Itapuã o Planeta acelerou...

Na volta, passamos no Mercado Modelo que estava quase fechando, e enquanto Magda circulava pelos corredores, eu e o Lalau bebíamos mais umas geladinhas acompanhadas de um peixinho frito.

Setembro 07 - A meteorologia não esta a nosso favor, hoje não vai dar pra sair. Vamos aproveitar para fazer alguns ajustes, colocar "aquela porta" no lugar, é uma delas. Descobrimos que mesmo sendo feriado, alguns supermercados estão abertos aqui em Salvador, aproveitamos e fomos as compras. Estávamos saindo, quando o Mauricio do veleiro Alphorria, veio nos convidar para o churrasco de aniversário da Tânia sua esposa. Pronto, mais um compromisso social!

O comandante Paulo Silveira, do Delta 36' Riacho Doce, esta inquieto querendo sair para o mar. Combinamos de sair amanhã às 07:00h, para Macéió - AL., a partir de Quinta-feira o mar melhora e o vento vai ser E.

O Delta 36' Riacho Doce em Maceió

Final de tarde, a convite do Paulo, fomos todos ao Cravinho uma "cachaçaria -bar" que fica no pelourinho. Algumas cervejas, cachaças e bolinhos de bacalhau depois, caminhávamos em direção ao Elevador Lacerda, eu, com uma sacola contendo duas garrafas do néctar do cravinho. Antes de descermos pra cidade baixa, paramos para um sorvete... - O meu, quero de... amarena!

Setembro 08 - 06:00h - Começamos a função para a partida, mais uma vez aquela chuvinha "porre" insiste em cair na hora errada. Soltamos as amarras e navegando junto com o Riacho Doce, fomos até o posto de abastecimento da Bahia Marina. Eram 08:00h quando deixamos a Bahia Marina rumo a barra da baía de Todos os Santos. Até o farol de Itapuã, foi uma velejada desconfortável, depois, tudo mudou... Vento E, orça folgada e o Planeta Água acelerou. Pela primeira vez na vida fiquei mareado, não acreditei... Mas tive que deitar cargas ao mar. Por sorte, rapidamente me recuperei.

Em turnos de 02 horas, atravessamos as duas noites que nos separavam de Maceió, durante o dia não fazíamos turnos, ficávamos jogando conversa fora e descansando no cockpit. Lazanhas, pizzas, frutas e sanduiches mantiveram o moral da tripulação alto.

Setembro 10 - 05:00h - Maceió, capital das Alagoas... Durante a noite, reduzimos a velocidade do Planeta para chegarmos ao amanhecer. No abrigo da enseada, reencontramos Janjão que esta no comando do Tangata Manu, o veleiro Rebojo de Jaguarão no RS. do comandante Pires, o Sussurro do Alceu "Animal", o Kon Tiki e o Firulette. Navegamos desde Salvador 268 milhas náuticas em 45 horas.

Velejômetro - Até aqui navegamos aproximadamente 1.158 milhas náuticas desde Angra dos Reis, RJ.

O Planeta Água em Maceió

domingo, 19 de setembro de 2010

Fechando Sacos Plásticos Com Tampas De Pet

Ideal para reciclar tampas de pet

Muito bom para nós, e melhor ainda para o meio ambiente. Solução melhor do que os prendedores aramados ou sistemas a venda nas grande redes de supermercados.

1. Corte logo abaixo do gargalo usando tesoura ou outro cortador.

2. Passe o saco plástico por dentro do gargalo cortado.

3. Depois basta fechar com a tampa. Podemos usar nas embalagens, plásticas de mantimentos, tais como, pães, feijão, arroz, sal, bolachas, etc...

Dica do comandante Renato Meurer do veleiro Lady Jany, Porto Alegre - RS.

sábado, 18 de setembro de 2010

Sozinho em Salvador - CICL 2010 - XLII

Sozinho em Salvador

by captain

Agosto 22 - Mal amanheceu o dia em Salvador, e lá estávamos nós apertados num táxi, tal qual sardinhas em lata. Eu, Marta, Vitória e o Jonas... Mais, malas, mochilas, sacolas, prancha, violão, bolsas, computador e o motorista é claro. Acompanhei a tripulação até o aeroporto. Salvador, é o fim do cruzeiro pra eles. Um pouco chateado, aguardei o embarque e voltei pro Tenab já com saudade das galegas.

A "Almiranta", queria que eu fosse junto, mas é impossível. O Planeta precisa ser preparado para o restante da viagem, e também para ficar sozinho por quase duas semanas aqui na capital do axé. Mais uma vez, estranho o barco vazio. É engraçado, quando estamos juntos os três, não faltam "esporros", mas basta nos afastarmos... E aí, a gente sente o quanto fazemos falta uns para os outros.

Café da manhã no Zanella, preparei umas "torradas" (o mesmo que misto quente) e fui !!! Me instalei mais uma vez no cockpit do Guga Buy. Ali mesmo entre um chimarrão e outro, combinamos almoçar juntos. Vamos todos pro Iemanjá, lá pras bandas de Itapuã. Zanellão, diz que a moqueca de lá é de comer ajoelhado. Eu... Confesso, prefiro um filé de peixe, mas gaúcho que sou, gosto mesmo é de carnes vermelhas.

Mercado Modelo, Elevador Lacerda e Palácio do Governo

Nos intervalos entre um "compromisso social" e outro, lá estava eu no Planeta Água... Junta, guarda, troca de lugar, põe na mochila... Anota o que falta fazer e comprar.

Zanellão, providenciou uma van para irmos ao Iemanjá. Gusmão do veleiro Moleque, Rogério e Bob do Gameio, Vail, Helena, Cris, Janjão e Ivani do Mony, Zanellas, Beltrão e Zé Toriba do Guga Buy, Paulo do Riacho Doce e o Chicão do Errante. Acho que não esqueci de ninguém ! Não imaginei que iria dar tanta risada, chorei de tanto rir, mas com esta turma isto é inevitável.

Zanellinha como bom inquieto que é, agitou mais um churrasco pra hoje a noite. Cada um levou o que tinha a bordo, e como sempre... Deu tudo certo. Duas churrasqueiras (churrasco estéreo) na popa do Guga Buy e "dale" fogo, umas trinta pessoas de pé mesmo se reuniram ali pra confraternizar. Em alguns momentos, achei que o píer flutuante do Tenab iria a pique.

Churrasco estéreo (duas churrasqueiras), na popa do Guga Buy.

Agosto 23 - Hoje já fui convidado pra almoçar no Mony. Estava eu "catando" coisas no convés... Bóias, cabos, moitões, patescas, croque, caniço de pesca, quando, o Rogério do Gameio passou na popa do Planeta e me disse uma grande verdade: - "pra velejar não basta gostar de barco, tem que gostar muuuuuuuuuuito de barco, pois, estes bichinhos dão um trabalhão!"

Em meio as diversas tarefas, arrumei um tempo e fui junto com o Zanellão, Janjão e Vail até a loja regatta que fica na Bahia Marina, eu precisava comprar uma tampa para o vaso sanitário e também um kit de reparo do mesmo. Acabei deixando ambos encomendados e pagos, pois, a regatta não tinha a mercadoria para pronta entrega. Tudo bem, eu retiro quando voltar pra Salvador !

Encapei o bote, adocei o motor de popa, lavei a louça e cozinhei um Nhoque de batatas a bolonheza, minha pequena, porem sincera contribuição para o almoço no Mony. Aliás, a panela do Nhoque voltou vazia.

Tenab, Salvador - BA.

Finalzinho de tarde, apareceu o Paulão do Riacho Doce querendo saber o que eu iria fazer mais tarde. Combinamos de nos encontrar no Riacho Doce, eu, com a missão de levar uma panela de arroz que a "Almiranta" deixou pronta na geladeira, ele, contribuiria com as latas de feijoada, com a cachaça de produção própria by "Pharmacia Riacho Doce" e com a cerveja gelada. Deu tudo certo... Até consegui voltar pro Planeta Água!

Agosto 24 - Dia de ir embora... Assim pensava eu! Acordei às 06:30h com aquele gosto de cabo de guarda-chuva na boca, e nem sei da onde. Funcionei direto até às 15:00h, mandei ver uma boa limpeza interna, depois foi a vez do convés e do cockpit. O dia passou voando, eram mais de 18:00h quando dei tudo por pronto, e aí, inclua-se, a porta do banheiro devidamente empacotada para voltar ao estaleiro. Esta porta, eu tive que arrombar em Morro de São Paulo, antes que me chamem de animal, informo: tentei abrir de outro jeito, mas não deu mesmo, tive que apelar...

Uma cochilada no sofá do salão, e já estava na hora de ir pro aeroporto com porta e tudo, meu voo é às 12:40h. No balcão fazendo o check in e prestes a despachar a bagagem com porta e tudo, veio a surpresa... Eu devia ter embarcado no dia anterior, pense comigo, meu voo era dia 24 às 12:40h, ou seja, eu deveria ter ido pro aeroporto no dia 23 pra embarcar nos primeiros minutos do dia 24... Puta que pariu! Acabei marchando com mais 145,00 paus. Isso que dá ser "bocaberta"!

Agosto 25 - 08:00h Porto Alegre, RS. Vão ser doze dias para a família e para os negócios, volto a Salvador dia 06 de Setembro.

Tenab, Salvador - BA.

Imagens de Salvador, BA. - CICL 2010 - XLI

Imagens de Salvador, BA. - Clique nas imagens para ampliar

Tenab, Salvador - BA.

Forte de São Marcelo, Salvador - BA.

Tenab, Salvador - BA.

Forte de São Marcelo, Salvador - BA.

Imagens de Salvador - CICL 2010 - XL

Imagens de Salvador, BA. - Clique nas imagens para ampliar

Elevador Lacerda e Palácio do Governo
Tenab, Salvador - BA.
Mercado Modelo, Salvador - BA.
Tenab, Salvador - BA.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Feliz Aniversário Pai !!

Família Planeta Água em Ilhabela

Pai !! A quatorze anos atrás nascia tua pequena meninha, que hoje está aqui deste tamanho, a quatorze anos atrás tu comemorava e se emocionava com a ideia de que seria pai, e via nos olhos de uma meninha, que ainda chorava nos teus braços o teu maior presente.

Hoje é TEU dia, 14 de Setembro de 2010 tu completa mais um ano de muitos que ainda virão, tu completa mais um ano como um pai maravilhoso, mais um ano como meu herói e minha maior inspiração; e te desejo muito amor, paz, harmonia, felicidade, alegria, muito sucesso e acima de tudo muita saúde. Que Deus ilumine todos os teus passos, que te guie no resto desta longa jornada, que esteja sempre contigo onde quer que você esteja. Tu merece tudo isso e muito mais, muito mais mesmo, pela pessoa grandiosa e maravilhosa que és.

Quero aproveitar esse momento de imensa alegria e felicidade para te agradecer por ser o pai maravilhoso que tu és, por ser meu amigo para todas as horas, por ser meu farol e me guiar no difícil trilhar da existência, por dedicar o teu curto e corrido tempo para me ensinar as coisas, por me proporcionar as coisas maravilhosas que tenho.

Pai de verdade mesmo, sabe que ser pai não é simplesmente colher o fruto de um momento de prazer, mas sim perceber o quanto pode ainda estar verde e ajudá-lo a amadurecer. Pai de verdade mesmo, não só ergue o filho do chão quando ele cai, mas também o faz perceber que a cada queda é possível levantar. Ele não é simplesmente quem atende a caprichos: ele sabe perceber quando existe verdadeira necessidade nos pedidos. Pai de verdade mesmo, não é aquele que providencia as melhores escolas, mas o que ensina o quanto é necessário o conhecimento. Ele não orienta com base nas próprias experiências, mas demonstra que em cada experiência existe uma lição a ser aprendida. Pai de verdade mesmo, não coloca modelos de conduta, mas aponta aqueles cujas condutas não devem ser seguidas. Ele não sonha com determinada profissão para o filho, mas deseja grande e verdadeiro sucesso com sua real vocação. Ele não quer que o filho tenha tudo que ele não teve, mas que tenha tudo aquilo que merecer e realmente desejar. Pai de verdade mesmo, não está ali só para colocar a mão no bolso para pagar as despesas: ele coloca a mão na consciência e percebe até que ponto está alimentando um espírito de dependência. Ele não é um condutor de destinos, mas sim o farol que aponta para um caminho de honestidade e de Bem. Pai de verdade mesmo, não diz " Faça isto " ou " faça aquilo " , mas sim " tente fazer o melhor de acordo com o que você já sabe " . Ele não acusa de erros e nem sempre aplaude os acertos, mas pergunta se houve percepção dos caminhos que levaram o filho a esses fins. Pai de verdade mesmo, é o Amigo sempre presente, atento e amoroso - com a alma de joelhos - pedindo a Deus que o oriente na hora de dar conselhos ...! Muito obrigado por ser meu PAI DE VERDADE. Espera a gente ai, que daqui a pouco estamos chegando. HEHEHEHE TE AMO DEMAIS PAPAI ♥

beijos vic

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXXIX

Espaço da Vitória

Salvador, 21 de agosto de 2010.

E aqui estou eu de novo, bom, chegamos ao “final” de mais uma viajem maravilhosa e grandiosa, com muitos tombos, risos, diversões e acima de tudo muito aprendizado. Passamos por Vitória- ES, lá nos finais de semana tem uma feira, onde as pessoas montam várias barracas com uma diversidade de coisas enormes, tem para vender de roupas intimas, até plantas para colocar em jardins, é uma coisa de louco, sem falar na parte das comidas né, onde tem para comer de bolo até churrasquinho de gato, é uma mistura que só vendo. E foi em Vitória-ES que minha mãe inaugurou o barco de pescoço, acho que ela já contou isso pra vocês não é ?

Sorria, você está na Bahia, finalmente chegamos na terra do acarajé, primeira parada: Abrolhos. Que lugar espetacular, as águas, as pessoas, os peixes, a paisagem, realmente um lugar de encantar qualquer pessoa; Mergulhamos na ilha Siriba, vimos tartarugas, grande quantidade de Barbeiros-Azuis, vimos Atobás, e bebemos muita água de côco. Nas últimas travessias tenho ajudado bastante meu pai, levanto vela, baixo vela, abro genoa, enrolo genoa, estou aprendendo muito com isso.

Fomos para Santo André, e fomos recebidos com muito alvoroço, muitas pessoas oferecendo colares, brincos, pulseiras, uma loucura. Santo André, é uma pequena vila, com poucos moradores, sem muito o que fazer para nós adolescentes, decidimos então alugar um carro e ir para Porto Seguro, Mc Donald’s, praia, calor, muitas lojas, a-d-o-r-e-i conhecer Porto Seguro.

Na travessia de Santo André - Ilhéus curricamos uma Cavalinha de mais ou menos 1 quilo, foi nosso primeiro peixe no Cruzeiro Costa Leste 2010. O Clube de Ilhéus é bem legal, adoramos a piscina, mas tomamos um banho gelado mais uma vez, fomos para o centrinho, conhecemos a casa de Jorge Amado, algumas igrejas, e comemos Bob’s.

Fomos para Camamú praia do Campinho, bem simples o lugar, conhecemos a Ilha da Pedra Furada, Barra Brande, Praia de Três Coqueiros onde tem altas ondas, e Cajaíba onde se constrói escunas.

Morro de São Paulo é outro local muito agradável, comemos churrasco no aniversário do nosso sempre comodoro José Zanella, fomos ao farol, na primeira, segunda e terceira praia, muito encantadora a segunda praia, com uma passarela de madeira e pousadas a beira mar.

Finalmente Salvador, a parada tão esperada, sempre quis conhecer Salvador, e hoje estou aqui, subimos o elevador Lacerda à noite e demos uma volta pelo Pelourinho, mas infelizmente o tempo não está ajudando muito. É isso ai gente, amanhã (22.08.2010) estamos voltando pra Garopaba, e deixando Salvador e toda a “tropa” do costa leste com um sorriso no rosto, com muita alegria, e muita gratidão, e que todos nos esperem em Noronha !

Vitória R Maciel

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXXVIII

Salvador

Muitos gostos, muitos aromas... O sorvete de Amarena, provado pela primeira vez no Pelourinho, já faz algum tempo, quem me apresentou a "gostosura" foi o amigo "Gigante" do Veleiro Entre Pólos. A imponência do Elevador Lacerda, a grandiosidade da Baía de Todos os Santos. "Ahaaa"! O Cenab, agora, Tenab, estes governantes tststst... O Mercado Modelo, o Forte São Marcelo... Puxa! A Ilha de Itaparica, O Aratu Iate Clube. Eu precisaria de muito, muito tempo para contar um pouquinho só de Salvador.

Flotilha do CICL 2010 no TENAB, Salvador - BA.

Do diário da "Almiranta".

20.08.10 - Saímos as 8:20h da manhã rumo à Salvador, e chegamos as 14:00h. Salvador, é nossa última parada. Daqui de Salvador, voltamos para Garopaba. Vitória esta ansiosa, um dos seus sonhos é conhecer a cidade natal da Ivete Sangalo. Outro sonho dela, é subir no elevador Lacerda.

Ao chegar no TENAB (Terminal Náutico da Bahia) coordenadas aproximadas, latitude 12°58,300' S longitude 038°31,000' W, fomos recebidos por duas baianas, uma delas estava vestida a caráter e distribuia caipirinhas e fitas do Nosso Senhor do Bonfim.

Aguardamos mais alguns barcos chegarem, e mais tarde preparamos um almoço em parceria com a tripulação do Mony. À noite, fomos dar uma caminhada e satisfazer o desejo da Vitória, subimos o elevador (tarifa de 0,15 centavos) e fomos ao Pelourinho, centro histórico da cidade e principal símbolo da Bahia, classificado como Patrimônio Mundial pela UNESCO.

O Planeta Água em Salvador - BA.

Ficamos impressionados e satisfeitos com a tranquilidade atual e o policiamento no local, antes visto como ponto de venda de drogas e violência. Simpatizei demais com o lugar, onde há uma mistura tremenda de ritmos, em cada esquina ou ruela ouve-se de tudo, batuque do Olodum, reggae, forró, etc... Mais parece uma grande feira.

O comércio no Pelourinho, oferece uma grande variedade de lojas de artesanatos e jóias, quadros, roupas, muitas opções de bares, atrações artísticas e musicais, museus, teatros e igrejas. É fascinante!

21.08.10 - Dia nublado com pancadas de chuvas esparsas. Fomos visitar o Mercado Modelo, um dos pontos turísticos mais visitados de Salvador, que em conjunto com as barraquinhas que ficam no lado externo formam o maior centro de artesanato de Salvador, no seu interior, a variedade de produtos à venda impressiona, vão desde, artesanatos em cerâmica, madeira e couro, quadros, roupas, jóias, bijouterias, charutos e cachaças. O Mercado Modelo, conta com dois restaurantes no piso superior, que oferecem culinária típica baiana, e várias lanchonetes no andar de baixo, espalhadas em dois corredores a esquerda e a direita de uma das entradas do mercado.

Beltrão, Zanellinha, Rogério e Marta no Mercado Modelo

Por indicação de amigos, resolvemos ficar no andar de baixo, onde todos ficam em pé, e utilizam como mesas, caixas de cervejas empilhadas com uma base para apoiar copos e pratos. É isso mesmo, bebemos e comemos em pé! A situação chega a ser divertida, muitas pessoas conversando, comendo, bebendo, fazendo seus pedidos, uma loucura. Me perguntei: Como os donos dos estabelecimentos controlam os pagamentos? Comida saborosa, porções generosas e preços acessíveis. Já satisfeitos, fomos dar uma circulada pelo mercado para ver as curiosidades.

A Vitória não curtiu essa ida ao mercado, pois, passou o dia com os amigos no Iate Clube da Bahia. À noite, eu e o Fernando, fomos até a Bahia Marina, considerada uma das melhores marinas do Brasil, pois, possui uma infra-estrutura de nível internacional. Jantamos e em seguida voltamos para o barco. Antes de dormir terminei de fazer as nossas malas. Amanhã é o dia do nosso retorno para casa.

22.08.10 - Nosso vôo decola as 7:20h para Florianópolis. Eram 5:45h da manhã, de táxi fomos para o aeroporto. Chegamos em Floripa as 13:00h e de lá seguimos para Garopaba.

TENAB, Salvador - BA.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXXVII

Imagens de Salvador, BA. - Clique nas imagens para ampliar.

Máquina de velejar, TENAB, Salvador - BA.
Flotilha do CICL 2010 no TENAB, Salvador - BA.
Flotilha do CICL 2010 no TENAB, Salvador - BA.
Churrasco no Guga Buy, TENAB, Salvador - BA.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXXVI

Morro de São Paulo - Arquipélago de Tinharé, modernidade e história na medida certa.

O primeiro homem a falar sobre essas ilhas foi Martim Afonso de Souza, que, ao explorar a costa brasileira, deparou-se com a ilha de "Tynharé", a maior das 23 ilhas que compõem esse arquipélago. Fica na ilha de Tinharé o terceiro maior pólo turístico da Bahia: Morro de São Paulo, que atrai visitantes do mundo inteiro e já se transformou em uma pequenina cidade.

O suntuoso arco do Morro de São Paulo, BA.

Do diário da "Almiranta".

18.08.10 - Zarpamos às 8:00h da manhã para Morro de São Paulo. Mar grande, surfamos nas ondas de aproximadamente 2,5m, com vento de popa. Fomos o primeiro barco a chegar, por volta de 14:30h. Âncoramos no través do Iate Clube (13°22,690' S 038°55,620' W), próximo a vila da Gamboa. Nosso comandante, mais uma vez nos presenteou com um delicioso churrasco à bordo. Sem perder tempo, fui logo preparando os aperitivos e a tradicional salada de batatas. Fernando convidou para almoçar, o comandante gaúcho, Paulo Silveira do Veleiro Riacho Doce, amigo de clube (Veleiros do Sul de POA/RS.). À noite, nos encontramos com os amigos num barzinho na praia, aliás, o único aberto ali.

19.08.10 - Reunimos um pessoal e marcamos uma saída com um dos barcos de passeios para conhecer Morro de São Paulo. Para entrar em Morro de São Paulo, hoje é necessário pagar uma taxa de turismo de R$ 10,00 por pessoa, o que causou uma indignação em todos, argumentaram que essa taxa é para manutenção e ampliação dos serviços diretamente ligados as atividades turísticas do Morro. Bem... Contrariados, acabamos pagando e seguimos em frente.

Não existe acesso terrestre, chega-se somente por água, existe um cais de embarque e desembarque por onde chegam turistas e tudo o que abastece o Morro, ali, encontram-se diversos carregadores e guias. A subida da cais até a pequena cidade é íngrime, o transporte é todo braçal, carregam os mais diversos produtos, bagagens, engradados de bebidas, tijolos, vidros temperados enormes para portas, janelas, box, sacos de batatas, cebolas, laranja, enfim, tudo é levado para cima em carrinhos de mão, na cabeça ou nos ombros. Achei interessante a Vitória vivenciar esse cenário, e compreender o que é realmente trabalho pesado, trabalho este necessário para sobrevivência dessa gente, gente que ao fim do dia tem motivos reais para dizer que está cansado.

Primeira Praia, Morro de São Paulo, Ilha de Tinharé - BA.

Gostei especialmente do lugar, após uma subida de aproximadamente 122 de graus, chegamos ao farol do Morro de São Paulo e ao mirante onde funciona uma extensa tirolesa, que leva até a primeira praia, a vista é deslumbrante. Descemos e seguimos para as praias, ruas estreitas de areia, muitas lojas, cybercafés, pousadas, restaurantes, supermercados, caixa automático 24h.

Chegamos na segunda praia, a mais famosa da ilha, onde se concentra o maior numero de bares e restaurantes de qualidade, ao longo da charmosa passarela de madeira a beira mar. O lugar conta também, com diversas barracas na beira da praia, cadeiras de sol, guardassóis, mesas e muita gente, é realmente a praia mais agitada, conhecida também pelas baladas noturnas.

Almoçamos na companhia da nossa amiga Cris, e em seguida voltamos em direção ao cais, ao chegarmos, outra surpresa, tivemos que pagar uma taxa de R$ 0,62 por pessoa, para utilização do mesmo. Haviam várias embarcações desembarcando pessoas e mercadorias. Tem um catamarã, que faz o trajeto Morro de São Paulo/Salvador, leva e traz turistas, moradores e diversas mercadorias.

Ruas de areia muito estreitas, Morro de São Paulo - BA.

Quando chegamos de volta a "nossa casa", fomos direto à praia onde estava rolando um churrasco em comemoração ao aniversário do Comandante Zanela do Guga Buy, teve até bolo feito pela Helena do veleiro Mony. Final de tarde, fomos conhecer o povoado da Gamboa ali perto, ao longo da caminhada, apreciamos as crianças da escola praticando educação física na praia e vários times jogando futebol na areia.

Gamboa do Morro, a Gamboa tem tudo para se tornar o principal ancoradouro do Arquipélago de Tinharé. O fundeio é abrigado dos ventos e das marolas da entrada da barra. A vila tem bons restaurantes, padaria, supermercado e é próxima ao agito de Morro de São Paulo.

O povoado é agradável, com casa simples e ruas de areia e grama onde só trafegam alguns tratores. Lentamente, Gamboa se transformou em um entreposto comercial, sendo possível encontrar quase tudo. É o melhor ponto de reabastecimento da ilha de Tinharé. Existe uma trilha que leva até Morro de São Paulo, mas é bom perguntar ou até mesmo arrumar um guia antes de se aventurar nela.

Igreja da Nossa Senhora da Luz, Morro de São Paulo - BA.

Mais sobre Morro de São Paulo em: http://www.morrodesaopaulo.com.br/

Velejômetro - Até aqui navegamos aproximadamente 850 milhas náuticas, desde Angra dos Reis - RJ.

Cruzeiro Internacional Da Costa Leste 2010 - XXXV

Imagens de Morro de São Paulo, Ilha de Tinharé - BA. Clique nas imagens para ampliar.

A antipática taxa de turismo cobrada em Morro de São Paulo, - 10,00 reais por pessoa.

Morro de São Paulo, Ilha de Tinharé - BA.

Primeira Praia, Morro de São Paulo - BA.

Farol do Morro de São Paulo, inaugurado em 1855.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXXIV

Imagens de Morro de São Paulo, Ilha de Tinharé, BA. - Clique nas imagens para ampliar.

Passarela de madeira, Segunda Praia, Morro de São Paulo - BA.
Primeira Praia, Morro de São Paulo - BA.
Segunda Praia, Morro de São Paulo - BA.
Terceira Praia, Morro de São Paulo - BA.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXXIII

Imagens de Morro de São Paulo, Ilha de Tinharé - BA. Clique nas imagens para ampliar.

Segunda Praia, Morro de São Paulo - BA.
Morro de São Paulo - BA.
Morro de São Paulo, Ilha de Tinharé - BA.
Falésia, Morro de São Paulo - BA.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXXII

Imagens de Morro de São Paulo, Ilha de Tinharé - BA. Clique nas imagens para ampliar.

Aniversário do Comandante Zanella do Veleiro Guga Buy
Flotilha do CICL 2010 em Morro de São Paulo, BA.
Vila da Gamboa, Ilha de Tinharé, BA.
Momento especial, Morro de São Paulo, BA.