segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXXI

Camamu, terceira maior baía do Brasil.

Imagine navegar pelas baías da Guanabara, RJ. ou de Todos os Santos, BA. no tempo em que suas águas eram cristalinas e limpas, no tempo em que se podia ancorar tranquilamente em enseadas com praias desertas. No centro da Costa do Cacau e do Dendê, a meio caminho entre Ilhéus e Salvador, existe um lugar onde o tempo parece não ter passado é a linda baía de Camamu.

Do diário da "Almiranta".

13.08.10 - Chegamos na praia da Ilha do Campinho (13°54,900' S 038°59,400' W), na baía de Camamu às 14:30h. À noite, estava programado um passeio até um restaurante para comermos lagosta, o lugar fica na vila Sapinho distante 0,5 milha náutica ao S do nosso fundeio. Acabamos nos atrasando, quando a traineira passou para nos apanhar, o Fernando havia ido para o banho, então foram a Vitória e o Jonas. Nós descemos na praia e comemos no bar do Reges, acabou sendo bem gostoso, pois curtimos um pouco a sós.

Campinho - Maraú é um porto natural que abriga velejadores em trânsito pela região. O pequeno povoado conta com atracadouro e um Iate Clube particular, onde os velejadores costumam hospedar-se. Localizado a três quilômetros de Barra Grande, o povoado é conhecido pela casa onde Antoine de Saint-Exupéry hospedou-se na década de 1930.

Por ter águas muito profundas, o local chegou a ser cogitado para construção de um porto industrial que acabou sendo transferido para Ilhéus.

Bar do Reges na Ilha do Campinho.

14.08.10 - Fizemos um passeio de traineira, o nome da embarcação "Quem Trabalha Deus Ajuda " é no mínimo interessante... São várias traineiras que oferecem diversos passeios, e os nomes são todos, digamos, interessantes. Engraçado foi escutar no rádio VHF:

- "Quem Trabalha Deus Ajuda... Quem trabalha Deus Ajuda... Copia Vagabundo."

Vale dizer que, o veleiro Vagabundo do comandante Fábio Barreto Prado, é integrante do CICL 2010 e faz parte de nossa sub-flotilha.

Ilha da Pedra Furada, baía de Camamu, BA.

Passamos pela IIha da Pedra Furada, que tem este nome devido a uma rocha em forma de arco que lembra também um portal... Com certeza, obra do mar e do vento que ali trabalharam durante séculos. A ilha é bem pequena, mas de grande beleza. Fomos ao povoado de Barra Grande, pequeno vilarejo com aproximadamente 1.400 habitantes onde as ruas são de areia, sem calçamento. O lugar conta com uma boa infra-estrutura de bares, restaurantes, pousadas e agências de passeios. Outra escala que fizemos no passeio de traineira foi à Cajaíba, visitar Cajaíba é literalmente voltar no tempo, neste lugar a principal ocupação de seus moradores é a construção de escunas, é fantástico conhecer e ver detalhes destas construções, que quando prontas, partem para os mais diversos pontos de nosso litoral, e por fim, paramos para o almoço na Vila Sapinho, restaurantes rústicos com mesas na areia, crianças vendendo doces caseiros, boa comida e cerveja geladinha, é tudo de bom.com. Após o almoço, fomos dar uma caminhada para conhecer a vila, também tudo "chão batido" ruas de areia, as portas e janelas das casas abertas nos permitiram ver a simplicidade e o capricho do povo daqui. Dia cheio de atividades , novas experiências e vivências para guardar para sempre.

Vendedor de frutas no povoado de Barra Grande, baía de Camamu, BA.

Estaleiros de Cajaíba, baía de Camamu, BA.

16.08.10 - Como não havíamos desembarcado na Ilha da Pedra Furada no dia do passeio, apenas fotografamos, hoje resolvemos ir até lá de bote. A Ilha da Pedra Furada, é uma das mais visitadas da Baía de Camamu, ilhota de rara beleza e curiosa formação. Há apenas um morador na ilha, e este para nossa surpresa, chama-se Maciel. Bebemos água de côco que foram colhidos por ele na própria ilha, tiramos algumas fotos e começamos a voltar para o barco, pois nosso local de fundeio esta a 1,5 milhas náuticas a SE de onde estávamos. Só que, a maré não estava a nosso favor e começou a ventar forte de S, resumo, encheu o bote de água até as canelas e não preciso dizer que tomamos um banho daqueles. Mal encostamos o bote na popa do Planeta e o Rogério do veleiro Gameio gritou:

- "Fernando, o Zíngaro está garrando!"

Zíngaro, é o nome de um veleiro integrante do CICL 2010, que estava ancorado próximo das pedras de um molhe existente na praia da Ilha Campinho. Nosso capitão, mesmo com o bote cheio de água foi até o Zíngaro e logo em seguida já vieram outros para ajudar, enquanto isso, o Zíngaro seguia em direção as pedras... Foi um alvoroço, na verdade não tinha muito o que fazer, pois não tinha como dar partida, estava sem a chave do motor, até que surgiu uma escuna escolar e rebocou o mesmo para bem longe das pedras. O vento estava muito forte, na sequência vários barcos começaram a garrar e foi uma grande correria, pois a maioria do pessoal estava fazendo passeios, conhecendo outros lugares da baía de Camamu, então quem estava por ali foi quem socorreu os barcos, no final acabou ficando tudo bem, graças à Deus.

17.08. - O vento continuava forte. Houve uma reunião de comandantes de flotilha no veleiro Guga Buy, a pauta era decidir quando iríamos zarpar de Camamú. Dividiram as flotilhas em duas, nossa saída ficou marcada para o dia seguinte rumo ao Morro de São Paulo, os demais barcos sairiam um dia depois e iriam direto para Salvador.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXX

Imagens da baía de Camamu, BA. - Clique nas imagens para ampliar.

Ilha do Campinho, baía de Camamu - BA.

Povoado de Barra Grande, baía de Camamu - BA.

Povoado de Barra Grande, baía de Camamu - BA.

Povoado de Barra Grande, baía de Camamu - BA.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXIX

Imagens da baía de Camamu, BA. - Clique nas imagens para ampliar.

Raquel - Veleiro Delirante, Vitória e Marta a bordo da traineira do passeio.

Estaleiros da Cajaíba, Camamu - BA.

Estaleiros da Cajaíba, Camamu - BA.

Estaleiros da Cajaíba, Camamu - BA.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXVIII

Imagens da baía de Camamu, BA. - Clique nas imagens para ampliar.

Estaleiro no povoado da Cajaíba, baía de Camamu - BA.

Estaleiros da Cajaíba - A maior concentração de fabricação artesanal de embarcações do Brasil, sobretudo escunas, encontra-se em Cajaíba. Esta atividade é uma das principais formas de vida do povoado. Tudo teria começado com mestre Zé Lito, que, há 30 anos, construiu a primeira delas. Hoje são 15 os mestres carpinteiros instalados nestes estaleiros a céu aberto.

Antigamente aqui eram construídos barcos de pesca e de carga, os saveiros que escoavam a produção de tabaco e açúcar do Recôncavo e o azeite-de-dendê do litoral. Mas as novas estradas fizeram cair a demanda por esse tipo de embarcações.

A construção de embarcações leva de quatro a seis meses. Estas, hoje, são feitas com oiti, jaqueira, piqui, tapajuba, ipê e jatobá. Apenas o oiti e a jaqueira são encontradas em abundância nas fazendas da região de Camamu. As demais vêm do Estado do Pára.

A tradicional técnica de construir barcos também se estende ao artesanato que, utilizando sobretudo madeira, produz singelas miniaturas de escunas, saveiros e catraias. São excelentes recordações do lugar.

O povoado também vive da pesca. No "dia de correr o barco", ou seja, no dia de lançá-lo ao mar, uma grande festa toma conta do vilarejo, tendo a praia como palco principal.

Povoado de Cajaíba, Camamu - BA.

A 7 km de Camamu, Cajaíba possui 2 km de extensão e praias calmas por estarem dentro da baía. No povoado há uma lagoa de mesmo nome. O mar é recomendável para banho. Durante a maré baixa surgem piscinas naturais devido à presença de recifes e corais. O local é bom para mergulho e esportes náuticos.

Povoado de Cajaíba, Camamu - BA.

Comandante Marcelo, Veleiro Thalassa II, sofrendo de "lezera baiana"...

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXVII

Imagens da baía de Camamu, BA. - Clique nas imagens para ampliar.

Vila Sapinho, Ilha do Campinho, Baía de Camamu, BA.

Pé de Cacau na vila Sapinho, Ilha do Campinho, Baía de Camamu - BA.

Vila Sapinho, Ilha do Campinho, Baía de Camamu - BA.

Natureza exuberante na vila Sapinho, Ilha do Campinho, Baía de Camamu - BA.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXVI

Imagens da baía de Camamu, BA. - Clique nas imagens para ampliar.

Canoa de um pau só, baía de Camamu, BA.

Vitória na Ilha da Pedra Furada, baía de Camamu, BA.

Vitória e Marta, Ilha da Pedra Furada, baía de Camamu - BA.

Vitória se virando para matar a sede, Ilha da Pedra Furada, baía de Camamu - BA.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXV

Imagens da baía de Camamu, BA. - Clique nas imagens para ampliar.

Marta e Vitória, Ilha da Pedra Furada, Baía de Camamu - BA.

Vitória e Marta, praia da pta. N, Ilha Grande de Camamu, Baía de Camamu - BA.

Vitória e Marta, praia da pta. N, Ilha Grande de Camamu, Baía de Camamu - BA.

Praça na vila do Campinho, Baía de Camamu - BA.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXIV

Imagens da baía de Camamu, BA. - Clique nas imagens para ampliar.

Barco de pesca no Rio Carapitangui, Ilha do Campinho, Baía de Camamu - BA.

Escola na Ilha do Campinho, Baía de Camamu - BA.

Vitória e Jonas... Ficar com sede, nem pensar. Campinho, Baía de Camamu.

Flotilha do CICL 2010 na Ilha do Campinho, Baía de Camamu - BA.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXIII

Imagens da baía de Camamu, BA. - Clique nas imagens para ampliar.

Crianças da Ilha do Campinho, baía de Camamu, BA.

Ilha do Campinho, baía de Camamu, BA.

Praia do Campinho, baía de Camamu, BA.

Janjão chegando do veleiro Mony, praia do Campinho, baía de Camamu.

sábado, 28 de agosto de 2010

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXII

O simpático Ilhéus Iate Clube

Ilhéus terra do Cacau, de Jorge Amado, e de Gabriela, Cravo e Canela

Do diário da "Almiranta".

10.08.10 - Chegamos em Ilhéus (14°46,900' S 039°02,120' W) às 7:15h da manhã, fundeamos e logo depois preparei um café. Mais tarde, desembarcamos e nos reunimos com o pessoal na volta da piscina do simpático Ilhéus Iate Clube, ali passamos boa parte do dia relaxando e conversando. À noite, Fernando assou um churrasco no veleiro Mony do comandante Vail, regado à boa companhia, risadas, cerveja e caipiroska.

11.08.10 - Pela manhã, pegamos uma Kombi em frente ao Iate Clube e fomos conhecer Ilhéus e seu centro histórico, berço do escritor Jorge Amado. No início do século XX, Ilhéus, teve seu melhor momento, sendo o maior produtor de cacau do mundo, até ser atacado pela enfermidade conhecida como Vassoura de Bruxa, derrubando sua produção significativamente. Desta época, pode-se ver muitas casas e lugares construídos pelos coronéis do cacau, entre esses, o Bar Vesúvio, um dos mais antigos estabelecimentos comerciais da cidade, o Vesúvio ficou conhecido em todos os continentes, através da obra de Jorge Amado, hoje um dos pontos turísticos mais visitados em Ilhéus.

Vesúvio - Reduto de Gabriela e Nacib, personagens do romance Gabriela, Cravo e Canela, do escritor Jorge Amado. Neste famoso bar se reuniam os antigos coronéis da epóca de ouro do cacau.

Outro ponto bastante visitado é o Bataclan, antigo bordel frequentado pelos, "Coronéis do Cacau", sua proprietária era Antônia Machado, cujo nome, na obra de Jorge amado, ficou conhecido como Maria Machadão. Pode ser visitado diariamente e seu espaço hoje é utilizado para lançamentos de livros, vernissages e eventos sociais.

Destaque também para a Casa de Cultura Jorge Amado, casa edificada pelo coronel João Amado de Faria (pai de Jorge Amado), após ter sido sorteado com um prêmio da loteria federal. Residência dos Amado e local onde Jorge iniciou seus primeiros escritos. A reforma e transformação em Casa de Cultura Jorge Amado, foi realizada em parceria entre o Governo do Estado da Bahia e a Petrobrás, sua inauguração ocorreu em 27 de Junho de 1997. Visitamos também a Catedral de São Sebastião, especialmente linda e sofisticada.

O Bataclan - Antiga casa noturna que representou, a partir da década de 1920, o fausto da cultura do cacau. Funcionou como cabaré e cassino, sendo frequentados pelos coronéis e abastados senhores do cacau. Hoje o prédio abriga um espaço cultural.

Catedral de São Sebastião

Almoçamos e começamos a voltar para o clube. À noite, participamos de um coquetel oferecido pelo Ilhéus Iate Clube.

12.08.10 - Abastecemos o barco de suprimentos, combustível e água. Nossa saída estava marcada para o dia seguinte às 6:00h da manhã para Camamú.

Até Ilhéus, foram navegadas aproximadamente 748 milhas náuticas desde Angra dos Reis, RJ.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXI

Imagens de Ilhéus, BA. - Brasil - Clique nas imagens para ampliar.

Vitória e Jorge Amado no Vesúvio
Centro histórico de Ilhéus, BA.
Casa de Cultura Jorge Amado, Ilhéus - BA.
Pescaria entre Ilhéus e Camamu, BA.

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XX

Imagens de Ilhéus, BA. - Brasil - Clique nas imagens para ampliar.

Piscinas do Ilhéus Iate Clube
O simpático Ilhéus Iate Clube, visto do mar.
A flotilha do CICL 2010 em Ilhéus
A tripulação descansando na calçada do Bataclan

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XIX

Vitória timoneando o Planeta na saída de Abrolhos.

Do diário da "Almiranta".

06.08.10 - A proposta era chegar de dia na Vila Santo André, então levantamos as velas e navegamos numa velocidade reduzida, assim, chegamos no horário combinado para entrada na barra junto com toda a flotilha. Este cuidado se fez necessário devido a variação de maré na barra de Santo André. Foi preciso aguardar a maré encher, para em grupos podermos entrar. A flotilha foi guiada por um barco de apoio com um prático. Chegamos às 8:00h da manhã. Esta para mim, foi a melhor travessia de todas até o momento, mar , noite e lua perfeitos. Tive condições de cozinhar, lavar louça e... Nem acredito que estou escrevendo isto, "fiz meu primeiro turno com o Fernando e a Vitória" , para mim, foi especialmente importante poder ajudá-los. Na chegada, "amadrinhamos" o Planeta Água com os veleiros Energia e Guga Buy.

Vila de Santo André, Sta Cruz Cábralia, BA.

Santo André, é uma antiga vila de pescadores, há 25 km de Porto Seguro, ruas de terra, muita tranquilidade, praias semi-virgens, natureza preservada, muitas pousadinhas... Tudo muito simples. Sofisticação e conforto só mesmo no Resort Costa Brasilis que fica a beira mar e tem uma excelente infra-estrutura, parte do hotel é uma réplica da cidade de Parati-RJ, este hotel tem parceria com a CVC Turismo e recebe turistas dos mais variados países e conta também com restaurantes de boa qualidade.

Ao desembarcarmos, nos surpreendemos com diversas pessoas a nossa volta, oferecendo serviços e ofertando colares, pulseiras, etc. Aos poucos, fomos nos acostumando e compreendendo o modo de vida ali, inúmeras crianças com ar de felicidade, em volta dos botes, oferecendo-se para tomar conta em troca de apenas uma moeda, mulheres oferecendo-se para lavar roupas, enfim, para eles a chegada do CICL era um super acontecimento que certamente não ocorre todo o dia.

07.08.10 - Acordamos cedo como de costume, íamos na padaria, quando ouvimos uma função e fomos ver o que era, alguns barcos estavam garrando. Tudo resolvido, alugamos um carro e fomos conhecer os arredores da Vila de Santo André ou o que chamam de Costa do Descobrimento. Passamos a balsa e chegamos em Santa Cruz Cabrália , local da chegada das caravelas portuguesas, por ocasião do descobrimento do brasil em 21 de abril de 1500. Cidade histórica por nela terem sido celebradas as 1ª e a 2ª missas em terras brasileiras, ambas celebradas por Frei Henrique de Coimbra. Santa Cruz Cabrália é uma cidade construída em dois planos seguindo a tradição portuguesa . Na parte alta da cidade encontram-se a Igreja Nossa Senhora da Conceição, construída no século XVII, a casa de Câmara e cadeia, as ruínas de um colégio Jesuíta do século XVI e o Morro do Mirante da Coroa Vermelha, que proporciona uma maravilhosa vista de toda a histórica Baía de Cabrália. Depois de visitada a cidade, seguimos para Porto Seguro, onde almoçamos e passeamos pela orla, mais tarde, pegamos outra balsa e atravessamos para o Arraial D'Ajuda, vilarejo que fica à 5 km do município de Porto Seguro, Arraial esta na rota de viajantes de todo o planeta, o que dá ao lugar um ar pitoresco e universal. Como na maioria dos lugarejos, há uma vistosa igreja e uma praça central, bem simpático e charmoso o lugar.

Tripulação no centro Histórico de Santa Cruz Cábralia.

Porto Seguro, BA.

09.08 - Deixamos Santo André às 14:00hs, rumo à Ilhéus.