quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Maceió... Só por terra ou ar, por água nem pensar ! - CICL 2010 - LVI

O fundeadouro...

Maceió... Só por terra ou ar, por água nem pensar!

by Captain

Setembro 10 - Passava um pouco das 09:00h quando resolvemos desembarcar, estávamos todos loucos por um bom banho, não que o banho no barco seja ruim, mas, o que realmente desejávamos, era deixar a água escorrer a vontade sobre nossos corpos cansados de guerra, isto, sem culpa alguma, sem economia. A canoa do "Carlinhos", comandada pelo próprio, é que faz o vai-e-vem barco terra, terra barco. Lá fomos nós, nem sequer sonhávamos com o que nos aguardava, logo ali, na beira da praia.

Antes de conseguirmos chegar até a Federação Alagoana de Vela e Motor, que fica bem enfrente ao fundeadouro, tivemos que literalmente atravessar um mar de lixo, isto mesmo, lixo. E como todo o lixo que se preze, este é fedido e nojento... Pobre da mulherada, Magda, Cris e Ivani, toda vez que tinham que embarcar ou desembarcar, quase tinham um "piripaque".

Pensem em uma coisa absurda, pois é, isto aqui é um absurdo... Caso de polícia, denuncia ao ministério público, e o que mais impressiona é que os "sócios" daqui, entre eles, o Exmo. Sr Fernando Collor de Mello, parecem não mais se incomodar com tal imundície. Não existem palavras ou desculpas, que expliquem, ou mesmo, justifiquem o que vimos e sentimos aqui. Só mesmo as fotos, que estamos postando junto a este texto, vão dar uma idéia desta "M", nossa sorte, é que as fotos "ainda" não tem cheiro.

Muito bem, voltando ao banho... Frio, brbrbrbr! Os banheiros da Federação Alagoana de Vela e Motor, também deixaram a desejar, espartanos demais e pouco limpos. De positivo até agora destaco: meu reencontro com o primeiro Planeta Água e Skol "gelaaaada" na varanda do bar à 2,00 a garrafa.

É claro que não resistimos a barbada, e depois de algumas geladas... Em dois táxis, fomos todos para a Ponta Verde, Janjão e Ivani, Ladislau e Magda, Cris e eu. Ah! Agora sim, Maceió... Aquela dos folhetos, das revistas, dos comercias na tv, assim sim.

O reencontro com o primeiro Planeta Água em Maceió/AL.

Picolés, águas de côco, algumas fotos e uma caminhada pra esticar as pernas. Não acredito no que estou vendo! Um clube náutico na beira da praia... Ali, entre a Ponta Verde e Pajuçara. Que piada cretina, agora, na baixa mar... Toda a estrutura do lugar, esta no seco. Diante de nossos olhos, esta o que restou do Alagoas Iate Clube, amigos que piada de mau gosto. Isto realmente é uma vergonha, pobre de nós Brasileiros que financiamos estas barbaridades¹.

"Crédo", Maceió tá me saindo melhor que a encomenda! Caminhamos da Ponta Verde à Pajuçara, eu e a Ivani nos queixamos pro Janjão: - " Janjão a gente tá cansado". A reclamação, mais manha do que verdade, foi acatada pelo nosso guia Janjão que sentenciou: - "Vamos almoçar, vamos pro Recanto do Picuí comer um churrasco de carne de sol" Táxi, táxi... Fiufiiiii!!

Dei minha primeira nota dez pra Maceió, que delicia o Recanto do Picuí, como diria meu amigo Guto, do Rio Grande Yacht Club: -" Tudo de bom.com".

Terminada a farra gastronômica e etílica, mais uma caminhadinha até a Federação, que, confesso não fica longe. Um pit stop no bar do clube pra saideira, e já combinamos um passeio à foz do Rio São Francisco pra amanhã cedo. Fui o primeiro a voltar pro barco, mas, entre o barco e o clube, esta lá a minha espera, o "merdódromo", assim passei a chamar a faixa de lixo existente entre o Planeta Água e a Federação.

O sol se recolheu magistralmente, e acabou servindo de pano de fundo para uma bela foto que fiz do veleiro Riacho Doce. A cama me chama, estou muito a fim de uma noite de sono tranqüila.

Setembro 11 - 08:00h A turma ta pronta pra conhecer um pedacinho do "Velho Chico", o comandante Paulo Silveira do Riacho Doce, se juntou a este bando de doidos... Lá vamos "nóis" de van pra Piaçabuçu, última cidade as margens do Rio São Francisco, antes do encontro com o mar. Piaçabuçu, é mais um daqueles lugares onde o tempo parou... Rua estreitas, casas simples, povo sorridente. Um mercado publico na margem do rio, é claro, onde se vê de um tudo. Aqui, é o "Velho Chico" que dita o ritmo da vida.

Entre picolés e águas de côcos, Ponta Verde, Maceió/AL.

O passeio de Piaçabuçu até a foz do São Francisco, é muito bonito, quando você estiver nesta região, não deixe de conhecer esta beleza de lugar. A bordo do Santiago, um confortável barco, com banheiros, bebidas, frutas e até guia... Vamos descendo o "Velho Chico" e ouvindo um pouco de suas histórias. Diante de nossos olhos, desfilam, centenas de canoas multicoloridas, ranchadas de pesca, ilhas, aguapés, dunas de areia e coqueiros... Tudo isso embalado por um gostoso forró pé-de-serra, que toca no sistema de som do Santiago.

Em uma praia muito bonita, chamada praia do Peba, o barco foi chegando de mansinho e com a proa tocou a areia. Baixaram uma rampa e pronto, todo mundo desembarcou. Interessante é saber que, na outra margem esta o estado de Sergipe. Bah! Tenho andado, por este Brasil.

Imaginem só, aqui podemos escolher... Banho de lagoa, rio ou mar, tudo a poucos passos. Algumas bancas, vendem delicosos doces e artesanato. Fiquei bastante surpreso com a beleza agreste deste lugar! Na volta almoçamos em Piaçabuçu, boa comida e preço justo. Todos ficamos muito satisfeitos com o programa. Durante nosso retorno, e a pedido do Paulo Riacho Doce, a van parou no mirante da barra de São Miguel, onde podemos "sacar" belos retratos. O Paulão, como chamam os amigos, já morou em Maceió e foi eleito nosso "outro" guia e auxiliar direto do Janjão o guia n° 1.

Passei o tempo todo da volta, cantarolando: - "...segura, segura o mané gamba... segura, segura o mané gamba...", um daqueles forrózinhos do passeio, penetrou na minha mente. Daí, foi só aproveitar e cantarolar olhando pro Ladislau "...segura, segura o mané gamba..."

Setembro 12 - A turma toda resolveu: hoje vamos passar o dia na praia. Eu fui voto vencido, queria mesmo era procurar uma churrascaria... Tô doido por um churras "de gaúcho". Acabamos na Ponta Verde, e pasmen, comendo churrasquinho de "filé-miau" com umas cervejinhas bem geladas, sentados sob dois guarda-sóis, eu, Paulão, Ladislau e Janjão estavamos virados em turistas padrão, enquanto, Magda e Ivani aproveitavam o sol e o mar. Ah! A Cris, hoje se rebelou... Disse na cara dura pra gente:- " ...Não vou sair com vocês, vocês só pensam em beber e comer "... Eu disse pra turma que ela ta muito fazida, ta se achando!

A noite, seguindo as previsões da Cris, e com ela junto, fomos comer pizza. Encontramos aqui em Maceió, uma pizzaria muito boa, pra vocês terem uma ideia, da pra escolher a massa da pizza... Fina, média ou grossa. Que coisa! O lugar chama, Armazém Guimarães. Nestas andanças de lá pra cá e cá pra lá, acabei perdendo meu celular. Putz! O que mais me dói é a agenda...Merda! Pra falar com a "Almiranta", tive que apelar pro celular do mané gamba, digo, do Ladislau.

Piada de mau gosto, um Iate Clube no seco.

Setembro 13 - Opsssss! Esqueci de contar a vocês porque estamos nos demorando em Maceió, é que o mar esta meio nervoso... Ondas altas e ventão. Por isso, hoje vamos passear mais uma vez. A pedida, é um "tour" chamado Nove Ilhas. Não gostamos, almoçamos na Ilha dos Patos e no restaurante de mesmo nome, bem ruinzinho... E do passeio, o que deu pra salvar foi a Ilha Carlito, uma pequena ilha que por muito pouco, não é uma piscina cercada de água por todos os lados, mas, vale a pena é bem legal.

Diazinho meio safado...

Setembro 14 - Estou de aniversário... 48 primaveras, a turma se reuniu e resolvemos ir a uma churrascaria pra comemorar a data. O diferente é que fomos de ônibus, tem um ponto bem em frente a Federação. O Janjão, apelou pra carteirinha da "boa idade", não houve jeito de cobrar a passagem do "ômi". Que figura! Spettus, boa churrascaria, se lembrarmos que estamos nas Alagoas... Então, passa a ser muito boa. Cantaram até parabéns pra mim, vejam só como sou querido. Foi o primeiro aniversário que passei longe da "Almiranta" e da Vitória, devo dizer, que senti a falta das duas.

Resolvemos partir rumo ao Recife, vai ser amanhã pela manhã. Carlinhos, aquele do barco de apoio... Manteve o Planeta abastecido de água. Sempre que podia, deixava alguns galões cheios no convés. De diesel estamos safo, pois, velejamos de Salvador até aqui. Foi só dar uma passadinha no supermercado e estávamos prontos pra partida.

Setembro 15 - 07:00h O Paulão já tava no cockpit do Riacho Doce, loco pra deixar Maceió pela popa, mas, nós ainda tinhamos uns pequenos detalhes pra conferir. O Janjão, saiu cedo com o Tangata Manu. Também já foram o Firulette e o Rebojo, eu e o Paulão, combinamos de sair juntos, e às 08:30h o Planeta Água e o Riacho Doce, suspenderam rumo ao Recife.

Maceió, tem uma orla muita bonita e com muitos atrativos, mas, como já foi dito aqui, venha por terra ou por ar, por mar nem pensar.

¹Barbaridade - Barbarismo. Exprime espanto, admiração, estupefação e surpresa.

4 comentários:

  1. Caros,
    Realmente é uma vergonha que o único local com estrutura para fundear um barco com segurança em Maceió seja tão sujo... Na verdade a praia (Praia da Avenida da Paz) onde fica localizada a federação era a "Ipanema" de Maceió nos anos 1960 e 1970, difícil de acreditar, não é ?
    Bom, um pouco de cultura naútica alagoana... a embarcação identificada como canoa, nós chamamos bote, e a maneira de remar com o remo apoiado no espelho de popa com o remador em pé, é conhecida como zingar

    ResponderExcluir
  2. Caro Henrique,
    Ficamos muito gratos por seu comentário, realmente é uma pena o que acontece na praia da Avenida da Paz em Maceió, um descaso absurdo de parte das autoridades "competentes". Obrigado também por suas informações pra la de relevantes.
    Fica aqui o registro com um pouco da cultura nautica alagoana.
    Bons Ventos

    ResponderExcluir
  3. Estive aí em 2000 (ida a Recife, Natal) e na volta, em 2003. Já havia muito lixo, mas agora...
    Na época se falou que os moradores de um predio invadido ali, sairiam, haveria uma nova avenida costeira, saneando o local... Infelizmente só piorou.

    ResponderExcluir
  4. Pois é Geraldo, o que nos resta é jogar toda esta pouca vergonha na mídia e fazer bastante barulho... Depois, torcer pra que de algum resultado.

    Bons ventos!

    ResponderExcluir