sábado, 18 de setembro de 2010

Sozinho em Salvador - CICL 2010 - XLII

Sozinho em Salvador

by captain

Agosto 22 - Mal amanheceu o dia em Salvador, e lá estávamos nós apertados num táxi, tal qual sardinhas em lata. Eu, Marta, Vitória e o Jonas... Mais, malas, mochilas, sacolas, prancha, violão, bolsas, computador e o motorista é claro. Acompanhei a tripulação até o aeroporto. Salvador, é o fim do cruzeiro pra eles. Um pouco chateado, aguardei o embarque e voltei pro Tenab já com saudade das galegas.

A "Almiranta", queria que eu fosse junto, mas é impossível. O Planeta precisa ser preparado para o restante da viagem, e também para ficar sozinho por quase duas semanas aqui na capital do axé. Mais uma vez, estranho o barco vazio. É engraçado, quando estamos juntos os três, não faltam "esporros", mas basta nos afastarmos... E aí, a gente sente o quanto fazemos falta uns para os outros.

Café da manhã no Zanella, preparei umas "torradas" (o mesmo que misto quente) e fui !!! Me instalei mais uma vez no cockpit do Guga Buy. Ali mesmo entre um chimarrão e outro, combinamos almoçar juntos. Vamos todos pro Iemanjá, lá pras bandas de Itapuã. Zanellão, diz que a moqueca de lá é de comer ajoelhado. Eu... Confesso, prefiro um filé de peixe, mas gaúcho que sou, gosto mesmo é de carnes vermelhas.

Mercado Modelo, Elevador Lacerda e Palácio do Governo

Nos intervalos entre um "compromisso social" e outro, lá estava eu no Planeta Água... Junta, guarda, troca de lugar, põe na mochila... Anota o que falta fazer e comprar.

Zanellão, providenciou uma van para irmos ao Iemanjá. Gusmão do veleiro Moleque, Rogério e Bob do Gameio, Vail, Helena, Cris, Janjão e Ivani do Mony, Zanellas, Beltrão e Zé Toriba do Guga Buy, Paulo do Riacho Doce e o Chicão do Errante. Acho que não esqueci de ninguém ! Não imaginei que iria dar tanta risada, chorei de tanto rir, mas com esta turma isto é inevitável.

Zanellinha como bom inquieto que é, agitou mais um churrasco pra hoje a noite. Cada um levou o que tinha a bordo, e como sempre... Deu tudo certo. Duas churrasqueiras (churrasco estéreo) na popa do Guga Buy e "dale" fogo, umas trinta pessoas de pé mesmo se reuniram ali pra confraternizar. Em alguns momentos, achei que o píer flutuante do Tenab iria a pique.

Churrasco estéreo (duas churrasqueiras), na popa do Guga Buy.

Agosto 23 - Hoje já fui convidado pra almoçar no Mony. Estava eu "catando" coisas no convés... Bóias, cabos, moitões, patescas, croque, caniço de pesca, quando, o Rogério do Gameio passou na popa do Planeta e me disse uma grande verdade: - "pra velejar não basta gostar de barco, tem que gostar muuuuuuuuuuito de barco, pois, estes bichinhos dão um trabalhão!"

Em meio as diversas tarefas, arrumei um tempo e fui junto com o Zanellão, Janjão e Vail até a loja regatta que fica na Bahia Marina, eu precisava comprar uma tampa para o vaso sanitário e também um kit de reparo do mesmo. Acabei deixando ambos encomendados e pagos, pois, a regatta não tinha a mercadoria para pronta entrega. Tudo bem, eu retiro quando voltar pra Salvador !

Encapei o bote, adocei o motor de popa, lavei a louça e cozinhei um Nhoque de batatas a bolonheza, minha pequena, porem sincera contribuição para o almoço no Mony. Aliás, a panela do Nhoque voltou vazia.

Tenab, Salvador - BA.

Finalzinho de tarde, apareceu o Paulão do Riacho Doce querendo saber o que eu iria fazer mais tarde. Combinamos de nos encontrar no Riacho Doce, eu, com a missão de levar uma panela de arroz que a "Almiranta" deixou pronta na geladeira, ele, contribuiria com as latas de feijoada, com a cachaça de produção própria by "Pharmacia Riacho Doce" e com a cerveja gelada. Deu tudo certo... Até consegui voltar pro Planeta Água!

Agosto 24 - Dia de ir embora... Assim pensava eu! Acordei às 06:30h com aquele gosto de cabo de guarda-chuva na boca, e nem sei da onde. Funcionei direto até às 15:00h, mandei ver uma boa limpeza interna, depois foi a vez do convés e do cockpit. O dia passou voando, eram mais de 18:00h quando dei tudo por pronto, e aí, inclua-se, a porta do banheiro devidamente empacotada para voltar ao estaleiro. Esta porta, eu tive que arrombar em Morro de São Paulo, antes que me chamem de animal, informo: tentei abrir de outro jeito, mas não deu mesmo, tive que apelar...

Uma cochilada no sofá do salão, e já estava na hora de ir pro aeroporto com porta e tudo, meu voo é às 12:40h. No balcão fazendo o check in e prestes a despachar a bagagem com porta e tudo, veio a surpresa... Eu devia ter embarcado no dia anterior, pense comigo, meu voo era dia 24 às 12:40h, ou seja, eu deveria ter ido pro aeroporto no dia 23 pra embarcar nos primeiros minutos do dia 24... Puta que pariu! Acabei marchando com mais 145,00 paus. Isso que dá ser "bocaberta"!

Agosto 25 - 08:00h Porto Alegre, RS. Vão ser doze dias para a família e para os negócios, volto a Salvador dia 06 de Setembro.

Tenab, Salvador - BA.

4 comentários:

  1. AHAH MAZZÁÁÁ GRANDE PLANETARIO

    UM ABRAÇAO BONS VENTOS
    ACOMPANHANDO AVENTURAS POR AQUI.

    JAGUARA NELSON.

    ResponderExcluir
  2. Fala Johnny Bravo,

    Ficamos felizes por você nos acompanhar, um forte abraço e tudo de bom.com pra você

    Família Planeta Água

    ResponderExcluir
  3. Fernando, fiz a mesma "patetice", em Salvador também, ao voltar no Costa Leste de 2008...existe outros manzas por aí...
    Grande abraço e boas velejadas.

    ResponderExcluir
  4. Putz Beltrão!

    A pessoa que me atendeu no balcão da cia. me disse que isso acontece muito... Portanto, somos muitos...Rsrsrsrs.

    Forte Abraço

    Fernando

    ResponderExcluir