quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Cruzeiro Internacional da Costa Leste 2010 - XXXVI

Morro de São Paulo - Arquipélago de Tinharé, modernidade e história na medida certa.

O primeiro homem a falar sobre essas ilhas foi Martim Afonso de Souza, que, ao explorar a costa brasileira, deparou-se com a ilha de "Tynharé", a maior das 23 ilhas que compõem esse arquipélago. Fica na ilha de Tinharé o terceiro maior pólo turístico da Bahia: Morro de São Paulo, que atrai visitantes do mundo inteiro e já se transformou em uma pequenina cidade.

O suntuoso arco do Morro de São Paulo, BA.

Do diário da "Almiranta".

18.08.10 - Zarpamos às 8:00h da manhã para Morro de São Paulo. Mar grande, surfamos nas ondas de aproximadamente 2,5m, com vento de popa. Fomos o primeiro barco a chegar, por volta de 14:30h. Âncoramos no través do Iate Clube (13°22,690' S 038°55,620' W), próximo a vila da Gamboa. Nosso comandante, mais uma vez nos presenteou com um delicioso churrasco à bordo. Sem perder tempo, fui logo preparando os aperitivos e a tradicional salada de batatas. Fernando convidou para almoçar, o comandante gaúcho, Paulo Silveira do Veleiro Riacho Doce, amigo de clube (Veleiros do Sul de POA/RS.). À noite, nos encontramos com os amigos num barzinho na praia, aliás, o único aberto ali.

19.08.10 - Reunimos um pessoal e marcamos uma saída com um dos barcos de passeios para conhecer Morro de São Paulo. Para entrar em Morro de São Paulo, hoje é necessário pagar uma taxa de turismo de R$ 10,00 por pessoa, o que causou uma indignação em todos, argumentaram que essa taxa é para manutenção e ampliação dos serviços diretamente ligados as atividades turísticas do Morro. Bem... Contrariados, acabamos pagando e seguimos em frente.

Não existe acesso terrestre, chega-se somente por água, existe um cais de embarque e desembarque por onde chegam turistas e tudo o que abastece o Morro, ali, encontram-se diversos carregadores e guias. A subida da cais até a pequena cidade é íngrime, o transporte é todo braçal, carregam os mais diversos produtos, bagagens, engradados de bebidas, tijolos, vidros temperados enormes para portas, janelas, box, sacos de batatas, cebolas, laranja, enfim, tudo é levado para cima em carrinhos de mão, na cabeça ou nos ombros. Achei interessante a Vitória vivenciar esse cenário, e compreender o que é realmente trabalho pesado, trabalho este necessário para sobrevivência dessa gente, gente que ao fim do dia tem motivos reais para dizer que está cansado.

Primeira Praia, Morro de São Paulo, Ilha de Tinharé - BA.

Gostei especialmente do lugar, após uma subida de aproximadamente 122 de graus, chegamos ao farol do Morro de São Paulo e ao mirante onde funciona uma extensa tirolesa, que leva até a primeira praia, a vista é deslumbrante. Descemos e seguimos para as praias, ruas estreitas de areia, muitas lojas, cybercafés, pousadas, restaurantes, supermercados, caixa automático 24h.

Chegamos na segunda praia, a mais famosa da ilha, onde se concentra o maior numero de bares e restaurantes de qualidade, ao longo da charmosa passarela de madeira a beira mar. O lugar conta também, com diversas barracas na beira da praia, cadeiras de sol, guardassóis, mesas e muita gente, é realmente a praia mais agitada, conhecida também pelas baladas noturnas.

Almoçamos na companhia da nossa amiga Cris, e em seguida voltamos em direção ao cais, ao chegarmos, outra surpresa, tivemos que pagar uma taxa de R$ 0,62 por pessoa, para utilização do mesmo. Haviam várias embarcações desembarcando pessoas e mercadorias. Tem um catamarã, que faz o trajeto Morro de São Paulo/Salvador, leva e traz turistas, moradores e diversas mercadorias.

Ruas de areia muito estreitas, Morro de São Paulo - BA.

Quando chegamos de volta a "nossa casa", fomos direto à praia onde estava rolando um churrasco em comemoração ao aniversário do Comandante Zanela do Guga Buy, teve até bolo feito pela Helena do veleiro Mony. Final de tarde, fomos conhecer o povoado da Gamboa ali perto, ao longo da caminhada, apreciamos as crianças da escola praticando educação física na praia e vários times jogando futebol na areia.

Gamboa do Morro, a Gamboa tem tudo para se tornar o principal ancoradouro do Arquipélago de Tinharé. O fundeio é abrigado dos ventos e das marolas da entrada da barra. A vila tem bons restaurantes, padaria, supermercado e é próxima ao agito de Morro de São Paulo.

O povoado é agradável, com casa simples e ruas de areia e grama onde só trafegam alguns tratores. Lentamente, Gamboa se transformou em um entreposto comercial, sendo possível encontrar quase tudo. É o melhor ponto de reabastecimento da ilha de Tinharé. Existe uma trilha que leva até Morro de São Paulo, mas é bom perguntar ou até mesmo arrumar um guia antes de se aventurar nela.

Igreja da Nossa Senhora da Luz, Morro de São Paulo - BA.

Mais sobre Morro de São Paulo em: http://www.morrodesaopaulo.com.br/

Velejômetro - Até aqui navegamos aproximadamente 850 milhas náuticas, desde Angra dos Reis - RJ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário