segunda-feira, 24 de maio de 2010

Xô Uruca !!!

Fomos dar uma velejada na Ilha Grande em Angra... E, bastou a gente se afastar mais uma semaninha, para na volta sermos bombardeados por noticias tristes.

A morte do "Manfredão" (foto ao lado), ex-comodoro do Veleiros do Sul de Porto Alegre foi a primeira. Manfred Flörike faleceu no dia 16 aos 70 anos, partiu do "Manfredão" como era conhecido, o convite para nos associarmos ao VDS. Nossos sinceros sentimentos ao "Manfredinho" (filho) e família.

Abrindo os exatos 355 e-mails que recebi nesta semaninha que ficamos fora... Explico, a conexão na Ilha Grande é muito ruim e só consegui terminar de ler todos hoje! Me deparei com a mensagem abaixo do Zanella (Veleiro Guga Buy) que diz:

O "bicho pegou" aqui em Florianópolis ontem à noite! 18/05 - Choveu o dobro do que choveria durante todo o mês de maio, só numa noite. Um amigo, cujo veleiro se encontrava em Jurerê, assustado, foi até lá e ficou a noite toda no barco, para agir caso garrasse. Disse que haviam ondas de dois metros de altura, que cobriam o pier do Iate Clube Veleiros da Ilha e ventos de 50 kt. Três barcos foram dar na praia, em Jurerê: o Aysso, do Schurmann, o Taura (Bahamas 40') que teve a quilha arrancada e uma lancha, que pertence a um velejador. Esta, ao que parece, teve perda total.

Que Netuno nos proteja! Zanella - Veleiro Guga Buy

O "Aysso" na areia em Jurerê, SC.

Tinha também outro "mail" sobre a desventura do veleiro argentino "BabySac", integrante do Crucero de La Amistad, inscrito no CCL 2010 e REFENO. A bordo o casal Silvio Augusto Carpovich, 56 anos e Blanca Azucena Bella, 55 anos, eles ficaram a deriva (o BabySac perdeu o leme) durante 39 horas até serem resgatados pela Marinha e levados em segurança até o Rio Grande Yacht Club. Abaixo o "BaySac" sendo rebocado para a segurança do RGYC.

E tinha mais, mas chega de Uruca !!!

4 comentários:

  1. Bom,...os outros navegantes ate desculpo..mas os "famosos" Schurmann tinham obrigacao de ter uma poita respeitavel para o barco....afinal ja passaram pelo Estreito...e ventos de 40/50 knots nao sao tao incomuns assim na costa sul do pais. Para tirar o barco de graca da praia nao precisavam apelar para o aquecimento global. Se meu barco desse na praia eu teria que pagar pela minha falha... nada como ser do ramo da publicidade........

    Fininho

    Veleiro Zuretta

    ResponderExcluir
  2. Olá Fininho!
    Toc, Toc e Toc...batamos na madeira amigo! Com certeza nós também teríamos uma bela despesa se o mesmo ocorresse com o Planeta Água.
    Abraços, bons ventos e muita água abaixo das quilhas do Zuretta e do Planeta!

    ResponderExcluir
  3. E não acaba por aí.Soube que o Comandante do veleiro BabYSac sofreu um derrame, em Rio Grande e foi levado às pressas para Buenos Aires. Como bem colocastes, toc...toc...toc...
    Zanella

    ResponderExcluir
  4. Caramba Zanella!
    Que uruca meu... Vamos bater mais tres vezes na madeira! Vocês já estão em Bracuhy ?
    Forte Abraço e Bons Ventos...

    ResponderExcluir