terça-feira, 21 de abril de 2009

Espaço da Vitória - Cruzeiro Costa Sul 2009 - VI

Rumo a São Francisco do Sul-SC., través da Ilha da Cotinga - PR.

19.04 - 06:00 Tudo pronto para partida, vamos rumo à São Francisco do Sul - SC., nove horas de navegada, muito tranquila e gostosa, aproveitei para terminar de ler o livro da Dani e do Márcio, adorei a leitura e os parabenizo pelo projeto espetacular (Velejando com Deus), pela aquisição do novo barco, pelo livro e pelas conquistas, depois relaxei um pouco com os pés na água." Muuuuito" calor!

"Muuuuito" quente...

15:00h Entramos na baía da Babitonga e meu pai levou o barco para junto da margem enfrente ao Capri Iate Clube, vamos aguardar os outros veleiros para que a flotilha chegue junta a São Francisco do Sul (a chegada do CCS esta incluida na programação da 21ª Festilha de "São Chico". Enquanto esperávamos, meu pai soltou a âncora e eu me deliciei mergulhando. Todos os veleiros novamente juntos e reiniciamos a marcha, até que derrepente três veleiros encalharam, o restante da flotilha ficou dando voltas, até que eles se safassem com a ajuda de colegas e barcos da marinha. São Francisco tem porto, portanto, muitos navios. Todos socorridos, fomos para o Clube Náutico Cruzeiro do Sul que fica no centro histórico próximo de tudo, não muito longe avistávamos barracas, muita gente, palcos, onde estava acontecendo a 21ª Festilha. Banho e festa, muito legal, nos lembrou da nossa quermesse em Garopaba - SC., só que bem maior, vários grupos e bandas se apresentando, salão de dança, um imenso número de barracas de comida e artesanatos e mais dias de festividades. Curtimos um pouco e nos recolhemos ao som do "Maskavo".

O porto de São Francisco do Sul, SC. é movimentado assim como os portos de Paranaguá, PR. e Santos, SP.

Até...

Fui!!!!

Espaço da Vitória - Cruzeiro Costa Sul 2009 - V

Imagem de satélite para vocês saberem certo onde andamos.

*Para ver qualquer imagem postada neste blog em formato original, clique sobre ela.

18.04 - Acordamos super cedo... Nossa saída do Marujá estava prevista para às 8:00h e queríamos conhecer a praia do Marujá, quando pegamos o bote para ir a terra, o comodoro da flotilha informou que houve alteração no horário de saída (acabamos saindo só às 9:45h), mudança necessária para aguardar nossos companheiros do Veleiro Gameio que havia ficado em Cananéia para reparos (aquele que entrou na barra de Cananéia rebocado), assim ficamos mais tranquilos para conhecer a pequena vila e a praia do Marujá, não demoramos mais de 10 minutos para atravessar uma restinga onde vimos muitas bromélias, no final da trilha o nosso amigo "mar", mais um lugar belíssimo, até ondas estavam rolando, e eu mais uma vez na seca... Não tínhamos desembarcado a prancha. Bem, saímos dali para encarar o "Canal do Varadouro". Na frente da flotilha seguiu o trawler Savana (comandante Jeferson), que já é experiente na travessia do canal, mais uma experiência e um obstáculo vencido, pois esse canal tem uma profundidade muito baixa, portanto, não tínhamos certeza de que nosso barco passaria sem problemas, nosso "medo" é o calado do Planeta Água (medida entre a linha d'água e o bulbo da quilha que no Planeta é de 1,65 metros, ou seja, temos que ter no mínimo 2,00 metros de água para navegar ou âncorar), tanto que um dos veleiros encalhou e nós e outro demos só uma raspadinha. Que lugar!... Incrível, uma vegetação riquíssima, montanhas intocadas, comunidades isoladas, vilas fantasmas, o canal do Varadouro é ora estreito, ora mais aberto, bárbaro, porém, tivemos uma companhia nada agradável no percurso, muitos mosquitos e mutucas, chineladas para cá e para lá, o cockpit ficou cheio deles (mortos é claro), picaram até o rosto e o pescoço do meu pai, mesmo assim valeu... Chegamos por volta de 17:30h na sub-sede do Iate Clube de Paranaguá que fica na ilha da Cotinga. Foi uma tremenda recepção do comodoro, um verdadeiro anfitrião. Tomamos um banho "gelado" e adivinhem?? Churrasco... Oferecido pelo clube, maravilha. Depois de muita comida e conversa, caminha.

Praia do Marujá, Ilha do Cardoso - São Paulo.

Adolescente em crise no Marujá, Ilha do Cardoso - São Paulo.

Tripulação do Planeta Água "descobrindo" novos lugares.

Fundeio no Mar de Ararapira, Marujá - Ilha do Cardoso, São Paulo.

Vila "fantasma" as margens do canal do Varadouro.

Flotilha do CCS 2009 "Varando o Varadouro" de Cananéia, SP à baía de Paranaguá, PR.

Enquanto navegávamos no canal do Varadouro, curiosamente por um bom tempo tivemos o estado de São Paulo na margem direita e o Paraná na margem esquerda.

Até mais.

Fui!!!!!!!

Espaço da Vitória - Cruzeiro Costa Sul 2009 - IV

Amanhecendo nas proximidades da ilha do Bom Abrigo - SP.

17.04 - Chegamos às 06:30h da manhã na ilha do Bom Abrigo, tomamos café, meu pai baixou as velas, checou mais algumas coisas no barco e às 08:00h levantamos ferro (âncora) novamente, agora rumo à Cananéia que ainda não conhecíamos , nossa expectativa era grande, entramos pela barra de Cananéia com o barco surfando ondas muito grandes, passado o sufoco, ficamos todos no aguardo de um outro veleiro que estava sendo rebocado devido à uma pane de motor. Logo seguimos todos para o Centro Náutico Cananéia, chegando lá, tomamos uma ducha e nos alimentamos como há dias não acontecia, (brincadeirinha) comemos feijão, nunca um feijão foi tão bem vindo como aquele. Satisfeitos... 14:30h iniciamos nossa partida, agora rumo ao Marujá, ilha do Cardoso. Acabamos chegando por volta das 18:ooh em um lugarzinho muito legal.

Centro Náutico Cananéia - Cananéia, SP. porta de entrada para o "Canal do Varadouro"

Espaço da Vitória - Cruzeiro Costa Sul 2009 - III

Estudando e atualizando o blog no Iate Clube de Santos, Guarujá - SP.

15.04 - Bem!... Na reunião anterior, ficou decidido que ficaríamos mais um dia em Santos, o que para nós foi uma maravilha, pois nosso dia rendeu, organizamos o barco como de costume, atualizamos o blog, estudei, minha mãe fez até um almoçinho maneiro, descansamos e mais tarde fomos para a rotina do banho, mochilas, pegar barquinho para travessia e reunião de comandantes. Enquanto isso... Eu, passeava pelo clube, vasculhando acabei encontrando o paraíso, uma lan house, tirei um pouquinho do atraso e me comuniquei com vários amigos e amigas. Que saudades!... Assim acabou nosso dia.

Parada para descanso na Ilha do Bom Abrigo.

16.04 - 9:00h Tudo pronto para partida... Nosso próximo destino é a ilha do Bom Abrigo ainda no litoral de São Paulo. Logo na saída, ondulação muito forte, o piloto automático do barco quebrou, "nooossa" meu pai quase teve um surto, pois tínhamos toda uma noite de navegada, e sem piloto é um tanto cansativo, mas como ele é curioso e inteligente, pediu para que minha mãe assumisse o leme, que ele tentaria consertar, na "mosca", fez uma engenharia que o piloto acabou nos levando até nosso destino.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Espaço da Vitória - Cruzeiro Costa Sul 2009 - II

"Litle Mermaid" pensando na vida.
Olá pessoal! Achei que conseguiria postar diariamente, mas não é bem assim... Pois o tempo é curto, chegamos num dia e saímos no outro de alguns lugares, sem contar que dependendo do local não conseguimos conectar a Internet, mas enfim... Lá vai mais notícias.

07.04 - Hoje é o "DIA", o início do 2º Cruzeiro Costa Sul. Soltamos as amarras às 12:30h do Clube Naval Charitas, háaaaaa, ajudei bastante meu pai, soltei os cabos e levei um pouco o veleiro em direção ao Navio Veleiro da Marinha "CISNE BRANCO", que nos aguardava para dar inicio ao cerimonial de largada, fotos, Hino Nacional e até tiro de canhão... Lá vamos nós!

Planeta Água na baía da Guanabara, RJ. antes da partida do CCS 2009. Foto by Hugo Nunes.

Nossa primeira parada foi no Sítio Forte praia de Ubatubinha na Ilha Grande, navegamos das 13:30 horas até as 03:00 horas da manhã, foram 13:30h de navegação direto Ufffa!... Aproveitei para estudar. A lua cheia nos fez companhia, à noite estava linda, mas o mar muito agitado. Por volta das 9:00h da noite desci para dormir e só acordei quando chegamos no Sítio Forte já na Ilha Grande.

Vitória estudando no través da cidade maravilhosa.

08.04 - Chegando no Sítio Forte, minha mãe preparou um lanche para nós e em seguida fomos dormir.

Levantamos às 7:50h, tratamos de organizar e limpar nosso barco, ajudei meu pai a enrolar a Genoa e a Mestra (velas que com a ajuda do vento impulsionam o barco), com esta viagem, estou aprendendo e conhecendo muita coisa sobre barcos quando ajudo meu pai, é bem interessante.

O local onde estávamos é uma paisagem de tão lindo, a água é cristalina e tem até gansos que vem aos barcos em busca de comida, adivinhem se não me diverti com isso. Depois de alimentar os gansos, fomos dar um mergulho. Subimos para um café e novamente começamos a ajeitar o barco para a partida, rumo a Marina Porto Bracuhy em Angra dos Reis que fica também no Rio de Janeiro. Dei uma de timoneira e levei o barco mais um pouco.

Gansos vieram nos visitar no Sítio Forte.
Águas cristalinas e quentes Ubatubinha, Enseada Sítio Forte - Ilha Grande, RJ.
Timoneando rumo ao Bracuhy

Na chegada ao Bracuhy, tinha uma comissão organizadora nos aguardando, fomos recebidos com um buzinaço, foi irado. Atracamos no pier com a ajuda de nosso marinheiro Edmilson, que na nossa ausência toma conta do barco para nós, o Bracuhy é onde meu pai tem deixado nosso barco.

Porto Marina Bracuhy, Angra dos Reis - RJ.

Mais tarde estava programado um Happy Hour no Bowteco (bar onde acontece os encontros), curtimos um tempinho lá e nos recolhemos. 09.04 - Acordamos cedo novamente (novidade né?). Meu pai tinha uma reunião de comandantes (aquelas onde eles decidem rotas e estratégias), minha mãe ficou limpando o barco e eu fui colocar meus estudos em dia. Depois de muito estudo, fomos à um churrasco lá onde estava meu pai, de sobremesa eu e minha mãe comemos um picolé... eita vida... Na volta do almoço, fui jogar sinuca sozinha, que "ruimmmm", estudei mais um pouco, banho, bobeira, escrevemos no blog, li meu livro e capotei.

Weber Veleiro "Acauã" e Eduardo Veleiro "Sophia" churrasqueiros.

10.04 - Hoje eu estava muito indisposta, com "muuuita" dor de ouvido, de garganta e tosse, estava super amolada, não queria fazer nada, pois estava sem entusiasmo.

Como era sexta-feira Santa, fomos almoçar fora (Hehe!), no restaurante PIER 33 na marina, comemos um delicioso risoto de bacalhau, meu pai comeu penne com bacalhau, sobremesa???? picolé. O calor estava insuportável e ainda por cima a luz foi embora, isso eram 15:00h, derrepente se armou aquele temporal. Meu pai tinha mais uma reunião, eu e minha mãe ficamos jogando STOP. Quando meu pai voltou nos informou que as condições climáticas não eram nada favoráveis, por isso foi tirado do roteiro a Ilha Anchieta que ainda não conhecíamos, ficou então decidido que iríamos pernoitar na Ilha da Cotia outro lugar maravilhoso, mas que já conhecemos. Nesse tempo todo ainda estávamos sem luz, que resolveu aparecer somente às 21:30h, aí então foi banho e caminha.

11.04 - "Nooossa", nessa madrugada um veleiro incendiou no pier, meu pai ouviu barulhos e conversas e foi ver o que era, chovia muito eram 03:00h da manhã. Abastecemos o barco de combustível e água, arrumamos os cabos e fui até o veleiro que tinha incendiado, horrível, não sobrou quase nada, o mastro dele caiu sobre outro barco, já tinham afastado ele das outras embarcações.

Veleiro "Escape" Fast 395 incendiando no Bracuhy

10:00h - Saímos do Bracuhy, quando passamos pelo canal o veleiro incendiado já tinha afundado.

Novamente a comissão fez a festa quando saímos, fotos, buzinas e tchauzinhos e lá vamos nós... Rumo a Ilha da Cotia que fica em Paraty, ondas de 2,5 à 3,0 metros deu uma vontade de surfar... mas não dava, quem estava surfando era o barco. Muuuito show!!!

Chegamos às 13:30h , limpamos o barco... Meu pai colocou o bote na água e remei um pouco perto do barco, enquanto isso ele fazia aquele "churras", que é sempre uma delícia, comemos, conversamos, e ficamos olhando a quantidade de embarcações que estavam lá, veleiros, lanchas e até barquinhos pequenos vendendo ostras entre os barcos. Eu ainda estava "MUITO" doente, a dor de ouvido tinha aumentado, minha mãe colocou remédio e tals...

Remando na Ilha da Cotia - Paraty, RJ.
Nossa "casinha" na Ilha da Cotia - Paraty, RJ.

Pegamos nosso bote e fomos até a prainha onde estavam todos reunidos num churrasco, encontramos o Márcio e a Daniela, amigos que havíamos conhecido em outro encontro de velejadores, ganhamos um livro sobre a história deles, que hoje moram em um veleiro (ela está grávida). Não demoramos muito e voltamos, pois o cansaço estava pegando e nossa partida para Ilha Bela estava prevista para às 3:00h da manhã. Mais um banho de mar (doente), depois um banho diferente no cockpit do barco, muito legal, janta e caminha.

"Churras" na Ilha da Cotia - Paraty, RJ.

12.04 - FELIZ PÁSCOA PARA TODOS!

Meu pai e minha mãe acordaram à meia noite, por causa de um lancheiro que resolveu dar uma festa com o som a todo volume, nós tínhamos que sair às 3:00h, daí já ficaram acordados ajeitando as coisas para partida. Foram 14 horas de navegada até Ilhabela, acreditem ou não eu dormi essas 14 horas (Hehe!). Chegamos às 4:00h da tarde, eu estava com "muuuuita" dor de ouvido, cheguei a pedir para minha mãe para irmos embora. Atracamos, não resisti e ajudei meu pai com as velas, minha mãe então, resolveu que me levaria ao hospital de Ilhabela, remédios, remédios e remédios.... Melhorei. Antes de irmos para o barco, passamos no restaurante do clube e comemos um brownie.

13.04 - Enquanto minha mãe preparava o café, enrolei todos os cabos do barco, deixei bem bonitinho, ganhei até elogios. Depois do café, fomos até a sede do clube para escrever para o blog, banho e saída para um churrasco promovido pelo Iate Clube Pindá, almoço digno da pessoa do Sr. Antonio " Toninho" Comodoro do clube, muito receptivos e agradáveis, uma simpatia ele e sua esposa.

Pinda Iate Clube - Ilhabela, SP. Churrasco no Pinda Iate Clube - Ilhabela, SP.

Mais uma vez encontramos com vários amigos velejadores, dessa vez a família do Hill do barco H2óia, do qual fui tripulante num rallye que aconteceu no Encontro da ABVC de 2008, é bem gostoso rever amigos, eles moram na ilha há 16 anos. Voltamos para o barco e iniciamos a jornada de abastecimento, supermercado, etc... Vamos sair às 4:00h da manhã. Uffa, Ufffffaaaa!!!!

Yacht Club de Ilhabela, SP.

14.04 - Meus pais acordaram às 3:00h para checar os itens para a partida rumo ao Iate Clube de Santos. Acordei às 8:00h, levantei, dei uma olhadinha lá fora como estava o mar e a navegada e voltei para a cama, saí dela somente às 12:50h, meu pai preparou uma pizza... Hummmm!!! para nós, (minha mãe não cozinha com o barco em movimento), almoçamos e continuamos.... Chegando próximo ao canal do Porto de Santos (maior porto da América Latina), contamos 23 navios cargueiros, aqueles gigantes , aguardando a sua vez para entrar. "Noooossa" o tráfego é intenso ali, balsas para lá e para cá, barcos menores, navios, eu nunca tinha visto uma situação assim com tanta embarcação trafegando ao mesmo tempo, foi assustador.

Trânsito intenso de embarcações de todos os tamanhos em Santos, SP.

Atracamos no clube, lavei todo o convés e cockpit do barco, meu pai me ajudou e minha mãe limpou dentro do barco. Terminada a faxina, fomos para o banho.... Que banho!!! Banheiro com toalhas, sabonete, cotonetes, secador, tudo que uma menina mulher precisa para o banho, um luxo a sede e acomodações do clube, jantamos ali mesmo, meu pai teve reunião, ficamos mais um tempo por ali, reencontrei o Jonas, amigo também de encontros de velejadores passados , vi um pouco de vídeo de surfe e depois fomos para nossa casinha. Ah!... Aqui se pega um barco para ir até a sede e voltar.

Iate Clube de Santos - Guarujá, SP.

Até breve com mais notícias!

Vitória

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Espaço da Vitória - Cruzeiro Costa Sul 2009 - I

Tripulação do Veleiro Planeta Água - Delta 32

Com esta postagem, estamos inaugurando o Espaço da Vitória, que com o aval da Escola, afastar-se-à por um período de 30 dias para aventurar-se no Cruzeiro Costa Sul 2009 a bordo do Veleiro Planeta Água. Aqui ela relata e compartilha com seus colegas da Escola Coopeimb -Imbituba-SC, suas experiências.

Marta Rech Maciel

Olá pessoal!... Desculpem pela demora de notícias, mas... realmente não deu, por isso vou me estender um pouco hoje, combinado???? Vocês estão convidados a embarcar comigo nesta navegada do Rio de Janeiro a Florianópolis. Boa viagem!

04.04.09 - Ainda no Aeroporto de Florianópolis, encontramos as meninas do vôlei do Rio de Janeiro e também membros da Seleção Brasileira, como Fabí, Fofão, Carol, etc....

Chegamos no Rio por volta das 12:30hs, com temperatura de 28º, lá estava meu Pai nos aguardando... Que gostoso! Fomos então para "Clube Naval Charitas" que fica na cidade de Niterói do outro lado da baía da Guanabara, onde estava nosso veleiro um Delta 32', acomodei minhas coisas no meu quarto e saímos para conhecer o clube, que oferece, bares, restaurantes, piscina, sauna e entretenimentos diversos. Completada a caminhada, cai na piscina com meu Pai. À noitinha voltamos para o barco, de onde tínhamos uma vista privilegiada de Niterói com a presença da lua cheia. Li um pouco e capotei.....

Enseada de Jurujuba - Niterói - RJ.

05.04.09 - No barco, os hábitos e a rotina mudam completamente, costuma-se acordar "muuuito" cedo, em função da claridade e também deita-se muito cedo. O dia hoje estava muito quente, devia estar aproximadamente uns 32º. Já que encontramos as meninas do vôlei, me empolguei e resolvi chamar minha mãe para um voleizinho..... com platéia e tudo (meu pai) "nooossa" ... Que sufoco e suor, foi só para rir mesmo, mas valeu a parceria. Terminada a partida, fomos para a piscina, onde passamos o resto do dia, entre petiscos, bebidas e jogo de cartas (tomei uma lavada).

Clube Naval Charitas - Niterói - RJ.

Mais tarde, fomos ao encontro do pessoal do Cruzeiro, que estavam instalados em outro clube o Jurujuba Iate Clube também em Niterói, na volta mais banho de piscina e um breve surto de infância. Mais uma noite "muuuito" quente.

Vitória em um surto de infância

06.04.09 - O dia mais cheio e irado de todos, meu Amado e Querido Pai, nos levou para conhecer o Pão de Açucar e o Corcovado (Cristo Redentor). Para atravessarmos de Niterói para o Rio temos duas opções... a Ponte Rio-Niterói ou um transporte marítimo que trata-se de um catamarã com capacidade para mais de 200 pessoas, com ar condicionado e bem veloz, que em mais ou menos em 20 minutos nos deixou em frente à praça XV no Rio. Sistema muito eficaz e utilizado por inúmeras pessoas que residem em Niterói e trabalham no Rio ou vice-versa. Pegamos um táxi até o Morro da Urca, "noooossa" eu estava muito entusiasmada, minha mãe estava morrendo de medo de andar no bondinho, é "muuuito" alto, mas ela acabou indo é claro.... Chegamos lá em cima, que alegria, fiquei alucinada com a vista e a paisagem, é deslumbrante.

Vitória curtindo a cidade maravilhosa

Isto prova que o Rio não é só o que a mídia mostra, violência, assaltos, etc... Não! O Rio com certeza tem sua beleza, e eu estava diante de uma delas. Inclusive nesses lugares como Pão de Açucar e Corcovado, encontra-se pessoas do mundo inteiro, Japoneses, Franceses, Alemães, Argentinos, Americanos e assim por diante, nos sentimos muito seguros. Depois dessa primeira parada, ainda tinha mais uma subida, meu Deus , quanta beleza, visual sem igual.

A família Maciel reunida antes do inicio da aventura

Local com bares, banheiros, toda a infraestrutura. Vimos também alpinistas que escalam a pedra do Morro da urca, é muito show todo essse espetáculo visual. Saímos dali e fomos à pé até o Iate Clube do Rio de Janeiro que fica próximo, para almoçar. O cansaço já estava pegando, mas para mim era um sonho conhecer o Rio de Janeiro e suas maravilhas, então pegamos um táxi até o Corcovado. Tem duas maneiras de se chegar ao topo, uma é de carro e outra é de trem.... Muito massa, ele sobe mais ou menos uns 20 minutos, na estrada não cabe nada além do trem é muito estreito, passa por uma vasta mata que faz parte da floresta nacional da Tijuca, vales e paredões de pedra. Chegando no fim da linha, subimos vários e vários lances de escadas até chegarmos à ELE "O CRISTO". Detalhe.... Tem elevador, mas a fila é grande, optamos pela escada mesmo. Chegando ao topo, esquecemos qualquer coisa que estivesse nos incomodando tipo cansaço, só tínhamos olhos para a imensa beleza de tudo na volta, é "Punk" demais, vê-se todas as praias, fortes, aeroporto e até o Gigante "Maracanã" .

Maracanã

Tive a sensação de que ali era o meu lugar, aquela cidade era onde eu queria morar naquele momento, agradeço ao meu Pai que me proporciona "muuitoss" momentos de imensa alegria. Já era tarde quando voltamos para o barco, e o dia ainda não tinha acabado, tínhamos um jantar de abertura do Cruzeiro, já estávamos atrasados, mais um táxi e lá vamos nós para o jantar, tudo muito bom, delicioso, mas nós estávamos mesmo era exaustos, ficamos um pouco e fomos para a portaria chamar outro táxi para levar-nos de volta, surpresa.... Meu pai ligou várias vezes para a Companhia e nada... Era para ser 24 hs, pois é... Acho que não era, ficamos quase uma hora a espera de outro que veio do outro lado da cidade para nos apanhar. No final, deu tudo certo e finalmente voltamos para nossa casinha ambulante. Direto para cama...

Vitória no Corcovado

Até breve!

Vitória Rech Maciel