quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Cânion e Pico do Montenegro - São José dos Ausentes, RS - Brasil. Nós já fomos!

Cânion do Montenegro em São José dos Ausentes, RS.
O assunto foge do tópico deste blog mas, vale a pena dar uma olhadela e posteriormente conferir a dica.
Passamos o feriadão de 12 de Outubro um pouco acima do nível do mar... Visitamos o ponto mais alto de nosso estado natal, o Rio Grande do Sul. O Pico do Montenegro - 1.403 metros, esta localizado junto ao cânion de mesmo nome.
Na fronteira entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, perto do litoral, a natureza nos reserva cenários surpreendentes. A região dos Aparados da Serra, assim como o mar, é mais lugar em que a gente sente o poder e a força da natureza e a nossa pequenez diante dela.
Ali, a vegetação brota úmida, selvagem, rebelde. Araucárias nascem na pedra à beira dos penhascos, onde não se imaginaria ser possível haver vida. Xaxins centenários, com vários metros de altura, salvaram-se de seus maior predador , o comerciante de folhagens, simplesmente por serem inacessíveis. Neste mundo primitivo, a vida pulsa em múltiplos tons de verde, os campos e a mata nativa parecem respirar a cada lufada do gelado vento minuano que corta os lábios.
O nome Aparados da Serra é óbvio para quem chega ao lugar. Para onde se olha há campos limpos, pastagens exuberantes interrompidas aqui e ali por capões de matas nebulares, herbáceas ou arbustos, arroios, cachoeiras e cascatas que correm em direção aos cânions. Por isso se chamam Campos de Cima da Serra. Estes campos acabam abruptamente, à beira de cânions com profundidades que chegam a 1000 metros. É como se uma mão invisível houvesse recortado o chão com uma faca, desenhando fendas gigantescas. Não há cercas; você para na beira e olha para o fundo. As pernas tremem diante da profundidade. A alma vibra com a amplidão. A parte de cima é uma paisagem bucólica e silvestre, composta por fazendas - muitas já explorando o turismo rural, gado pastando, grupos fazendo lentas gavalgadas orientadas, seriemas, pica-paus, curicacas, jacus, gralhas azuis, gaviões, macucos, inhambus... A fauna também é abundante: veados campeiros, coatis, graxains, tatus, pacas... Apesar de raros, ainda existem leões baios (pumas americanos) e lobos-guarás, este último de ocorrência mais difícil.
A uma altura média de 1000 metros, é um local frio. No inverno neva. Em dias mais quentes e após chuvas fortes, a corrente de ar quente que sobe do litoral pelos cânions provoca um choque térmico que cria uma neblina característica. Por isto as matas se chamam nebulares.
Depois de um dia de trilhas, cavalgadas e surpresas que lavam nossas almas, nada como retornar às pousadas-fazendas e encontrar uma aconchegante lareira acesa... E uma mesa com dezenas de pratos da culinária campeira.
Nós ficamos e gostamos muito! Pousada Fazenda Aparados da Serra - São José dos Ausentes, RS. Brasil e-mail: pousadaaparadosdaserra@yahoo.com.br Fones (54) 3504-5478 e (54) 99614-0952
Mais sobre a região, AQUI e ALI - Mapa, ACOLÁ.
Pousada Fazenda Aparados da Serra

Cavalgada orientada em tarde de nevoeiro forte
O contraste entre a natureza monumental e o homem

Os campos de cima da serra emolduram os penhascos do Montenegro

Os recortes na pedra parecem ter sido feitos com uma faca e criam abismos abruptos

Pico do Montenegro 1.403 metros

Vitória no Cachoeirão dos Rodrigues

2 comentários:

  1. Lindo, um show da natureza. Já tá na lista de lugares para ir.
    E parabéns pelo texto, muito bem escrito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário amigos do Blog do Glue !
      Ficamos felizes e motivados a escrever mais...
      Boas viagens !
      Família Planeta Água

      Excluir