segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Hoje é o dia do Blog...

Blog Day 2009
Parabéns a toda blogosfera!
Abraços e Bons Ventos
Família Planeta Água

domingo, 30 de agosto de 2009

Muito obrigado Bill!

Os danos e prejuízos causados pelo furacão "Bill" foram muitos...

Sobrou também para as marinas... O furacão "Bill", provocou bastante confusão no Yacht Club de Charlottetown, Ilha Príncipe Edward - Canada. Alguns comandantes, resolveram remover seus barcos da marina para que não sofressem nenhum dano. Só por precaução entende?

O comandante do J29 da foto, pensou... E resolveu como outros tantos remover o barco da marina. Só esqueceu de avaliar a altura do mastro e os obstáculos ao transportar o veleiro pelas ruas da cidade. Mais tarde, ele se arrependeria da decisão de por em seco seu veleiro.

Colaboração: Mario Ramos - Veleiro Redboy (ABVC)

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Mike Perhan - Bate Recorde...

Veja o vídeo com a voz de Mike

O Open 50' "TotallyMoney" de Mike Perhan

Mike Perhan, se tornou nesta quinta-feira a pessoa mais jovem a dar a volta ao mundo navegando sozinha. Lembram de nosso recente post sobre o jovem velejador? http://veleiroplanetaagua.blogspot.com/2009/08/mike-perhan-mais-um-jovem-velejador.html

Mike Perham, que celebrou seu aniversário de 17 anos durante a viagem, enfrentou ondas de 15 metros, ventos fortes e problemas técnicos durante a viagem. Perham deixou a cidade costeira de Portsmouth, no sul da Inglaterra, no dia 15 de novembro de 2008 e nesta quinta-feira voltou à costa inglesa.

Mike, ainda velejando no dia de seu 17 aniversário.

O recorde ainda não foi confirmado pelo Guinness World Records. O plano original de Perham era completar o desafio sem parar, mas problemas técnicos o forçaram a fazer várias escalas. Isso significa que seu recorde seria o de mais jovem velejador a dar a volta ao mundo sozinho com assistência.

A marca quebrada a pouco mais de um mês pelo americano Zac Sunderland, não foi reconhecida. Zac completou sua viagem de 13 meses no último mês de julho, mas não teve o recorde reconhecido pelo World Sailing Speed Record Council.

Perhan, muito feliz por seu feito...

De acordo com o Guinness World Records, a pessoa mais jovem a circunavegar o globo, sozinho, sem parar e sem ajuda é o australiano Jesse Martin. Martin saiu de Melbourne, Austrália, no dia 8 de dezembro de 1998, aos 18 anos, e retornou no dia 31 de outubro de 1999, depois de 327 dias, 12 horas e 52 minutos.

Fonte BBC

Veleiro Piatã em Puerto Cabello, Venezuela.

"Cacau" Rua dos Lanceiros, Puerto Cabello - Venezuela.

Piatã e tripula... Já chegaram a Puerto Cabello, na costa central da Venezuela, um lugar histórico com um povo muito acolhedor. O transporte coletivo, chamou a atenção da tripulação do Piatã. Vans movidas a gasolina, tocando salsa e merengue no último volume e os motoristas "cantando" junto... Parece no mínimo diferente né?. A próxima escala esta prevista para o Parque Nacional Morrocoy, no estado de Falcón a noroeste da Venezuela.

Onde anda o Piatã...

Forte Solano, Puerto Cabello - Venezuela.

As Vans "Trios-elétricos..." de Puerto Cabello, Venezuela.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Binóculo: Qual devo usar no barco ?

Se o seu binóculo tem gravado 7 x 50 e você não tem a menor idéia do que isto significa, aqui vai uma breve explicação: 7 significa que um objeto a 700 metros de distância será visto como se ele estivesse a 100 metros, e 7 vezes maior do que o tamanho visto a olho nu. O 50 significa o diâmentro da lente (quanto maior este diâmetro, mais clara será sua visão).

Para uso no mar é aconselhável o binóculo 7 x 50 , pois é um meio termo (nem fraco, nem forte demais), e de preferência emborrachado, pois proporciona uma melhor "pega" , não escorrega se deixado sobre o convés e é melhor protegido contra respingos, tanto de água salgada como da chuva.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Mike Perhan - Mais um jovem velejador, prestes a completar sua volta ao mundo.

O Open 50 de Mike... Uma máquina! A menos de 6 dias de casa.

Lembram de nosso post sobre o americano Zac Sunderland, adolescente de 17 anos que completou sua circunavegação em 13 meses e se tornou o velejador mais jovem a dar a volta ao mundo em solitário. http://veleiroplanetaagua.blogspot.com/2009/07/adolescente-americano-da-volta-ao-mundo.html

Agora, o inglês Michael Perham, outro adolescente que está dando a volta ao mundo sozinho em um veleiro, pode quebrar o recorde de Zac e tornar-se a pessoa mais nova a realizar o feito. Basta que ele complete a viagem nos próximos dias... Três meses e meio, essa é a diferença de idade entre os dois. Mike - como gosta de ser chamado, pode ficar com título de Zac por ser um "pouquinho" mais jovem.

A rota da circunavegão de Mike... Agora a menos de 06 dias de casa.

Mesmo entre pessoas mais velhas, o clube de circunavegadores solitários é seleto. Segundo a revista especializada "American Sailing", em toda a história, apenas 250 pessoas deram uma volta ao mundo navegando sozinhas. Enquanto 300 pessoas subiram o Everest só neste ano.

Mike (E) e Zac , durante a viagem de circunavegão, acabaram se encontrando em Cape Town, África do Sul .

O Jovem adolescente Britânico, sabe muito bem como derrubar marcas e recordes. Quando tinha apenas 14 anos (e nem faz tanto tempo assim...), transformou-se na pessoa mais nova a fazer a travessia solitária do Oceano Atlântico. Em um veleiro de 28 pés, Mike precisou de 06 semanas para completar a travessia. Na época o recorde pertencia a outro jovem de apenas 15 anos.

Michael Perham, nasceu em 16 de Março de 1992 e começou a velejar com sete anos. Velejou nas classes Dingue e Windsurf. Mike foi preparado por seu pai, Peter Perham, um ex-oficial de navegação da marinha mercante inglesa e experiente velejador. Mike se diz, fascinado por qualquer coisa que se mova sobre a água.

A este singelo escriba, o que realmente chamou a atenção além da idade dos comandantes, foi a dirença de equipamentos (barcos) usados na viagem destes garotos. Os barcos dos aventureiros são completamente diferentes, Zac utilizou um barco de cruzeiro de 36', Builder/1972 já com de 37 anos de idade, o "Intrepid", mais pesado, confortável e simples de velejar. Mike esta velejando em um barco que foi inicialmente construído para a Vendée Globe, um Open 50', o "TotallyMoney.com", uma máquina, muito mais veloz. Mas, o que esta em jogo é o titulo de velejador solo mais jovem a completar a volta ao mundo e não velocidade, portanto...

Hélio do Maracatu, em seu post: http://maracatublog.wordpress.com/2009/07/20/o-intrepido-zac-conseguiu/: disse muito bem: ..." E eu que aos 52 ainda não comecei a minha? " Faço das dele, as minhas palavras, e digo: "E eu que as 47 também não... E olha que tem gente mais nova que Zac e Mike na água e também - solo around the world.

O "TotallyMoney.com" de Mike, voando pra casa. O "Intrepid" e Zac já estão a um mês em casa.

Mike Perhan - Início de sua volta ao mundo.

sábado, 22 de agosto de 2009

O Comandante "Cacau" já esta em Caracas, Venezuela.

O Piatã no Costa Leste 2008.

Hamiltom e Vera do Veleiro Piatã, mandaram avisar... - "O Cacau já chegou aqui em Caracas, Venezuela -Marina Caraballeda". Cacau nascido Antonio Carlos Ribeiro, desembarcou na capital Venezuelana na Quinta-feira dia 20, para aquela que vai ser a maior de suas aventuras. O Piatã, vai levantar ferro no Domingo dia 23 para Marina Puerto Cabello, depois Parque Nacional Morrocoy e Islas Las Aves, ainda na Venezuela. A seguir em sua rota esta Bonaire; Curação; Aruba e Cartagena na Colombia. Isto só para começar...

Que vontade de poder ir junto!!!

O Piatã em Alter do Chão, Amazonas. Dizem que aqui é o Caribe-Amazonense, mas, quando o rio esta na vazante de Agosto à Janeiro. Na foto acima, a água esta no teto das barracas de praia.
O Piatã em Béquia, Caribe.
  • Artigo relacionado em :

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Natasza Caban - Uma bela mulher! Velejando Solitária ao Redor do Mundo.

A bela Natasza, poderia ser capa de revista de moda.

"Para mim a vela é um modo de vida, é uma forma única de aprender sobre nós mesmos, o mundo e as pessoas"

Natasza Caban

Natasza Caban, a mais jovem mulher na história do iatismo a dar a volta ao mundo em solitário, nasceu em 12.04.1977 em Ustka - Polônia. Iníciou na vela aos 5 anos, foi navegando com sua irmã mais velha Agnieszka em lagos próximos ao mar Báltico na Polônia, que tudo começou. Ela e sua irmã continuaram navegando juntas, atravessando uma vez o Atlântico. Enquanto sua irmã retornou a navegar em águas Mediterrâneas. Natasza com seu espírito aventureiro, começou a planejar dar a volta ao mundo.

Ela diz não temer nenhum tipo de trabalho... Trabalhando em diversos clubes náuticos, acabou se envolvendo na construção de barcos. Participou também, da equipe "Southern Spars" - Auckland - Nova Zelândia na preparação para a America's Cup. Um acidente retornando de Hobart, a colocou no hospital... Mas, ela não desistiu de seu sonho.

Obsecada pela vela, não demorou a se tornar uma tripulante graduada, navegou em dezenas de veleiros, do Maxi 80 Kia Loa IV aos "racers" da Sydney-Hobart. Sua beleza e simpatia, ajudaram a abrir muitas portas em sua carreira, mas os skippers profissionais e o mundo da vela, perceberam rapidamente que Natasza era muito mais que uma bela mulher velejadora.

Assistente técnica no projeto solitário da Mini Transat (França-Brasil), foi a primeira Polonesa da classe mini 6/5, trabalhou com veleiros durante 5 temporadas, no mar Mediterrâneo, França, Inglaterra, Havaii, Caribe e Austrália , ainda encontrando tempo para tirar licença para conduzir caminhões, parapente, equitação, windsurf, mergulho, delivery de embarcações, entre outros.

Momentos da aventura de Natasza.

Natasza, começou então a velejar com outros navegadores solitários. Navegou com o americano Brian Caldwell, que era anteriormente o mais jovem velejador solitário a completar uma volta ao mundo, (posto ocupado hoje pelo jovem Zac Sunderland http://veleiroplanetaagua.blogspot.com/2009/07/adolescente-americano-da-volta-ao-mundo.html ) e com John Australian Biddlecombe.

Natasza participou de muitas regatas, entre elas:

  • Sydney-Hobart 2002, 5º lugar, Swan 86
  • Antigua Sailing Week
  • Antigua Heineken Regatta
  • St. Maarten Cannes Classic Boats Race
  • France Rotary Cup
  • France-UK Tortola Cup
  • BVI Spring Regatta
  • Virgin Islands Odyssey Mini 6,5
  • France-Tunisia Tonga Sunset Races
  • Vavau, Tonga Auckland MRX Class
  • New Zealand Telstra Cup
  • Open 60 class
  • Adams10 Class
  • J24 National, Australia

Aos 22 anos, continuava perseguindo seu sonho e paixão... Adquirindo toda a experiência necessária para realização de seu projeto, buscando recursos, ela tinha um único propósito e sonho, dar a volta ao mundo sozinha, mais 8 anos se passaram até seu sonho se tornar realidade.

Como Natasza adquiriu seu veleiro, diz muito de sua determinação e persistência, ela ajudou a entregar o 1º Veleiro Fremantle construído na Austrália e o entregou em Honolulu, Hawaii.

"E ele esperou ali!" - Disse Natasza. Teve diferentes proprietários, e ela continuava procurando um barco para a realização de seu projeto. Em outra ocasião levou um barco de San Diego para o Havaii, e ele ainda estava lá, no entanto, o barco foi comprado por um australiano Mike Steward, ela então, convenceu Mike a trabalhar e preparar o barco antes mesmo de ter dinheiro para comprá-lo.

"Ele foi a primeira pessoa a acreditar no meu sonho, e sou muito grata a ele. Trabalhei durante dois meses, 20 horas por dia para que isso acontecesse". Natasza, admite que não tinha dinheiro suficiente e nem tempo para completar todos os preparativos que ela queria. "Eu apenas fiz o que era mais importante, pois a temporada de furacões não estava muito longe e eu tinha de começar".

O veleiro "Tanasza Polska Ustka" um Sparksman & Stephens 34'

Natasza iniciou sua circunavegação em 27 de julho de 2007. Logo após seu 30º aniversário, ela deixou Honolulu, Hawaii à bordo do Veleiro Tanasza Polska Ustka, um Sparksman & Stephens 34' um robusto barco.

"Eu tenho um barco muito forte, este barco pode ir a qualquer lugar". - Declara Natasza.

Ela lê muito... Com relação a alimentação, usa muita comida desidratada. Também gosta de frutos do mar frescos, mas confessa que não gosta de pescar.

Natasza, em sua passagem por Fernando de Noronha.

Percurso planejado: Darwin-Norte da Austrália, Ilhas Cocos, Ilhas Maurícios, Cidade do Cabo na África, Ilha de Santa Helena, Barbados, Ilhas Canárias , Canal do Panamá...

A rota da circunavegação de Natasza

Natasza alcançou Galápagos!

Sexta-feira, 14 agosto 2009. Após velejar durante 20 dias, Natasza alcançou com segurança as Ilhas Galápagos. Natasza, partiu do Panamá em 23 julho e chegou ao porto de Santa Cruz na noite de segunda-feira, 17 de agosto.

Última etapa da circunavegação.

Agora Natasza, parte para a última etapa de sua volta ao mundo... Ilhas Galápagos / Honolulu, Hawaii. Aproximadamente 4.700 milhas náuticas.

No momento, o Furacão Felicia deve retardar um pouco mais sua partida das Ilhas Galápagos, o Felicia se desloca exatamente na direção do Hawaii.

Bons Ventos a Natasza!

Zac Sunderland e Natasza na Ilha de Santa Helena

Vídeo - Natasza Caban - Solitária ao redor do mundo

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Antonina, Paraná - Brasil. Nós já fomos!

Baía de Paranaguá, vista de um mirante da Estrada da Graciosa.

Julho/2009. Este post inaugura uma nova seção em nosso blog: Nós já fomos! Neste espaço, vamos juntos conhecer novos "cantinhos" e também revisitar outros que vale a pena voltar. Este é o caso de Antonina no Paraná, que agora vamos rever.

Depois de alguns dias aproveitando Angra dos Reis/RJ., havia chegado a hora de voltar para casa. Eu e a "Almiranta" carregamos o carro, e numa manhã de sábado ensolarado (depois de ficarmos uma semana em que choveu todos os dias)...Deixamos o Porto Marina Bracuhy, resolvemos voltar pela bela Rio/Santos e Paraty foi escala obrigatória em nosso retorno.

Também não conseguimos passar por Ilhabela/SP., sem pegar a balsa e revisitar esta ilha que é uma de nossas paixões. Havíamos deixado um último lugarzinho para rever, saímos da BR 116 e descemos a belíssima Estrada da Graciosa e pouco tempo depois estávamos mais uma vez na simpática e bela Antonina.

Igreja Matriz de Nossa Sra. do Pilar e o Camboa Hotel

Trecho do Diário da "Almiranta"

...Descemos até Antonina pela estrada da Graciosa, conforme o nome já diz, é um charme.... Dormimos em Antonina no Camboa Hotel. A noite, quando saímos para jantar, não havia quase ninguém na rua, achei sinistro, fomos até o restaurante Casa Verde que não fica muito longe do hotel (indicação do Vanderlei gerente do Camboa), ainda não conhecíamos, é um lugar aconchegante, com gastronomia deliciosa e de preços justos. Fomos atendidos pelo proprietário André, uma simpatia de pessoa, embalamos numa agradável conversa até às 22:00h, na volta haviam várias pessoas na rua, sentimos muita tranquilidade e segurança...

Casario Histórico da Rua Valle Porto, Antonina - PR.

Breve Histórico

Antonina nasceu das catas¹ e faisqueiras² de ouro que em meados do século XVII existiam na região.

O Capitão povoador sesmeiro de Nova Vila (Paranaguá), Gabriel de Lara, concedeu as primeiras sesmarias do litoral paranaense aos senhores Antonio Leão, Pedro Uzeda e Manuel Duarte, considerados fundadores de Antonina. Entretanto, segundo Ermelino de Leão, o fundador da Capela de Nossa Senhora do Pilar da Graciosa (Antonina) foi o Sargento-Mor Manoel do Vale Porto.

Em 1714, foi autorizada a construção de uma capela em homenagem à virgem do Pilar nesse pequeno povoado e, assim, 12 de setembro de 1714 ficou considerada a data de fundação de Antonina. Era conhecida como Capela, daí seus habitantes serem chamados de "capelistas".

Em agosto de 1797, foi elevada à categoria de Vila, com a denominação de Antonina, em homenagem ao Príncipe D. Antônio. Em 06 de novembro de 1797, sua sede passa à categoria de Comarca da Província de São Paulo.

Atualmente o município encontra-se em processo de retomada do desenvolvimento econômico com a reativação de seu sistema portuário e da atividade turística.

¹O mesmo que: Minas de Ouro, Catas Altas, Serra do Caraça - Minas Gerais. Um dos primeiros lugares em que se descobriu ouro, por volta de 1694.

²Unidades menores, onde a extração do ouro era feita por garimpeiros que trabalhavam sozinhos, ou com um pequeno número de escravos.

Pescador na Baía de Antonina, PR.

Mais fotos de Antonina em: http://picasaweb.google.com.br/veleiroplanetaagua/AntoninaPRBrasil02?feat=directlink

Nós já fomos! Provamos e aprovamos...

Restaurantes:

Casa Verde Restaurante - Travessa Marinho de Souza, 34 - Centro (Calçadão) Antonina - PR. - Contatos André / Geisi - Fone 41 - 3432-3612

Le Bistrô Restaurante - Travessa 7 de Setembro, 01 - Centro - Antonina - PR. Contatos Telmo / Ana - Fone 41 - 3432-4947 www.bistroantonina.com.br

Hotel:

Camboa - Capela Antonina - Rua Valle Porto s/nº - Antonina - PR. Fone 41 - 3432 3267 www.hotelcamboa.com.br

Artigo relacionado:

Chegando pelo mar, Paranaguá - Antonina - Ilha do Mel.

Diário de nossa primeira visita a Baía de Paranaguá e região. http://www.popa.com.br/diarios/planeta-agua/prng-mel/index.htm

Fonte: Guia Turístico - Litoral do Paraná

----- Original Message -----

From: "capela" <capela@hotelcamboa.com.br>

To: "Fernando & Marta Maciel" <fomaciel@terra.com.br>

Sent: Wednesday, August 19, 2009 7:03 PM

Subject: Re: Fale Conosco Hotel Capela

> Olá Sr Fernando,

> Eu fico feliz em receber tão breve o seu contato e agradecido pelas palavras gentis. A matéria do Blog ficou muito boa e interessante, e espero que retornem o mais breve possível!!

> Um abraço!!

> vanderlei

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Defensas...Que tamanho devo usar ?

Abaixo segue uma tabela de sugestão para uso de defensas. Na dúvida, utilize um tamanho acima do indicado. O ditado já diz: " É melhor previnir do que remediar.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Comandante "Cacau" Ribeiro.

Entre vários, um dos meus sonhos era participar de uma REFENO, e em Setembro de 2003 consegui realiza-lo. Esta seria a primeira de muitas REFENOS que eu participaria. O barco um espaçoso Bahamas 40' batizado de "Poison" (veneno), do comandante Castro.

Na tripulação, um sujeito muito "safo" me chamou a atenção, conhecido como Cacau, aquele tipo fazia de tudo a bordo. Éramos todos sócios do mesmo clube em Porto Alegre, o ICG (Iate Clube Guaíba) mas, foi naqueles dias que eu realmente conheci o Cacau.

A travessia a bordo do Poison, teve momentos tensos e com muito suspense, um mix de filme "naufrágio-terror". Mas, mesmo com o barco bastante avariado, conseguimos chegar a Noronha a motor. Claro, que com a ajuda indispensável e competente do Cacau.

Cacau é o da barba, comandante do Veleiro Rainha e sua tripula em festa.

No comando do Veleiro RAINHA, Cacau recentemente conquistou o Terceiro Lugar (RGS - C) no maior evento de Vela da América Latina com mais de 200 participantes, a Rolex Ilhabela Sailing Week 2009.

Momentos do Veleiro RAINHA na Rolex Ilhabela Sailing Week 2009.

Esta semana, recebi um e-mail do Cacau que resolvi postar na integra, ele vai agora encarar mais um desafio, daqueles grandes...Uma volta ao mundo, a bordo do Veleiro Piatã do comandante Hamilton Grassi. Cacau nos mandou o seguinte recado:

E ai, Gente Boa!!! Dia 20/08/2009 estou embarcando p/ Cararas Venezuela a fim de integrar a tripulação do veleiro Piatã um projeto de Volta ao Mundo, neste primeiro momento passaremos por: Puerto Cabello, Ilhas de Aves, Bonaire Holanda, Curaçao Holanda, Aruba Holanda, Cartagena Colombia e Arquipelago de San Blas Panamá, onde deveremos tirar o barco da água p/ manutençao e a tripula volta p/ o Brasil, retornando ao projeto em fev/2010.

Mando fotos, Beijos e Abraços Bons Ventos para todos nós.

Cacau

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Costa gaúcha...Reispeito e Muita Cautela.

Veleiro vítima da traiçoeira e temida costa gaúcha.

Uma costa que se deve respeitar. A costa do litoral gaúcho tem muitas histórias de naufrágios e de sérias dificuldades sofridas pelos navegantes. A bem da verdade, a grande maioria dos infortúnios que acontecem neste longo trecho de litoral, ocorre pelo despreparo dos comandantes e suas embarcações. Com uma única praia de 340 milhas de extensão, desde o Chuí até Torres, a costa do Rio Grande do Sul não tem enseadas nem cabos, nem rios que se possa entrar. Não existem abrigos. Apenas areia com algumas dunas. Não tem rochas, nem matas, nem nada. É uma praia deserta, castigada por fortes ventos na maior parte do ano, onde o mar é grosso com forte arrebentação . Os balneários existentes não oferecem qualquer tipo de abrigo. Os poucos rios que desaguam no mar, como o Tramandaí e o Mampituba, não oferecem condições para um veleiro arribar (abrigar-se), isto devido a pouca profundidade existente em suas barras onde se formam grandes ondas. A corrente marítima (norte-sul) é notável na costa gaúcha. Os ventos, como já foi dito são fortes na região, predominando o nordeste e o sudeste, e podem alternar-se em pouco tempo em função das frentes que vêm do pólo. É comum o vento e as ondas estarem em direções diferentes.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

O Segundo Maior Aquário do Mundo, Kuroshio Sea

Olá pessoal! Com este vídeo espetacular, marcamos nosso retorno de Angra dos Reis - RJ. Logo, logo detalhes de nossas andanças e muitas fotos...

O Mar de Kuroshio

Considerado o segundo maior aquário do mundo, encontra-se no Churaumi Aquarium, em Okinawa no Japão. Apesar de não ser o maior aquário ele é o que tem a maior janela de observação do mundo, com 8.25 metros de altura por 22.5 de largura, para aguentar toda a pressão exercida pela água a janela tem 60 centímetros de espessura, formada por sete laminas de acrílico.

Com medidas de 35 x 27 x 20 metros, e comportando 7500 toneladas d’agua, o equivalente a três piscinas olímpicas, ele foi batizado de “O Mar de Kuroshio”.

Dentro dele, 70 espécies da fauna marinha local, com destaque para três tubarões baleia que juntos consomem mais de 100Kg de alimentos por dia, bem como vários exemplares da vida marinha da região.

Uma pequena curiosidade, a água salgada é captada a 300 metros da costa, para evitar impurezas.

O Maravilhoso Mar de Kuroshio

Colaboração: PAbreu (ABVC).