quarta-feira, 15 de abril de 2009

Espaço da Vitória - Cruzeiro Costa Sul 2009 - II

"Litle Mermaid" pensando na vida.
Olá pessoal! Achei que conseguiria postar diariamente, mas não é bem assim... Pois o tempo é curto, chegamos num dia e saímos no outro de alguns lugares, sem contar que dependendo do local não conseguimos conectar a Internet, mas enfim... Lá vai mais notícias.

07.04 - Hoje é o "DIA", o início do 2º Cruzeiro Costa Sul. Soltamos as amarras às 12:30h do Clube Naval Charitas, háaaaaa, ajudei bastante meu pai, soltei os cabos e levei um pouco o veleiro em direção ao Navio Veleiro da Marinha "CISNE BRANCO", que nos aguardava para dar inicio ao cerimonial de largada, fotos, Hino Nacional e até tiro de canhão... Lá vamos nós!

Planeta Água na baía da Guanabara, RJ. antes da partida do CCS 2009. Foto by Hugo Nunes.

Nossa primeira parada foi no Sítio Forte praia de Ubatubinha na Ilha Grande, navegamos das 13:30 horas até as 03:00 horas da manhã, foram 13:30h de navegação direto Ufffa!... Aproveitei para estudar. A lua cheia nos fez companhia, à noite estava linda, mas o mar muito agitado. Por volta das 9:00h da noite desci para dormir e só acordei quando chegamos no Sítio Forte já na Ilha Grande.

Vitória estudando no través da cidade maravilhosa.

08.04 - Chegando no Sítio Forte, minha mãe preparou um lanche para nós e em seguida fomos dormir.

Levantamos às 7:50h, tratamos de organizar e limpar nosso barco, ajudei meu pai a enrolar a Genoa e a Mestra (velas que com a ajuda do vento impulsionam o barco), com esta viagem, estou aprendendo e conhecendo muita coisa sobre barcos quando ajudo meu pai, é bem interessante.

O local onde estávamos é uma paisagem de tão lindo, a água é cristalina e tem até gansos que vem aos barcos em busca de comida, adivinhem se não me diverti com isso. Depois de alimentar os gansos, fomos dar um mergulho. Subimos para um café e novamente começamos a ajeitar o barco para a partida, rumo a Marina Porto Bracuhy em Angra dos Reis que fica também no Rio de Janeiro. Dei uma de timoneira e levei o barco mais um pouco.

Gansos vieram nos visitar no Sítio Forte.
Águas cristalinas e quentes Ubatubinha, Enseada Sítio Forte - Ilha Grande, RJ.
Timoneando rumo ao Bracuhy

Na chegada ao Bracuhy, tinha uma comissão organizadora nos aguardando, fomos recebidos com um buzinaço, foi irado. Atracamos no pier com a ajuda de nosso marinheiro Edmilson, que na nossa ausência toma conta do barco para nós, o Bracuhy é onde meu pai tem deixado nosso barco.

Porto Marina Bracuhy, Angra dos Reis - RJ.

Mais tarde estava programado um Happy Hour no Bowteco (bar onde acontece os encontros), curtimos um tempinho lá e nos recolhemos. 09.04 - Acordamos cedo novamente (novidade né?). Meu pai tinha uma reunião de comandantes (aquelas onde eles decidem rotas e estratégias), minha mãe ficou limpando o barco e eu fui colocar meus estudos em dia. Depois de muito estudo, fomos à um churrasco lá onde estava meu pai, de sobremesa eu e minha mãe comemos um picolé... eita vida... Na volta do almoço, fui jogar sinuca sozinha, que "ruimmmm", estudei mais um pouco, banho, bobeira, escrevemos no blog, li meu livro e capotei.

Weber Veleiro "Acauã" e Eduardo Veleiro "Sophia" churrasqueiros.

10.04 - Hoje eu estava muito indisposta, com "muuuita" dor de ouvido, de garganta e tosse, estava super amolada, não queria fazer nada, pois estava sem entusiasmo.

Como era sexta-feira Santa, fomos almoçar fora (Hehe!), no restaurante PIER 33 na marina, comemos um delicioso risoto de bacalhau, meu pai comeu penne com bacalhau, sobremesa???? picolé. O calor estava insuportável e ainda por cima a luz foi embora, isso eram 15:00h, derrepente se armou aquele temporal. Meu pai tinha mais uma reunião, eu e minha mãe ficamos jogando STOP. Quando meu pai voltou nos informou que as condições climáticas não eram nada favoráveis, por isso foi tirado do roteiro a Ilha Anchieta que ainda não conhecíamos, ficou então decidido que iríamos pernoitar na Ilha da Cotia outro lugar maravilhoso, mas que já conhecemos. Nesse tempo todo ainda estávamos sem luz, que resolveu aparecer somente às 21:30h, aí então foi banho e caminha.

11.04 - "Nooossa", nessa madrugada um veleiro incendiou no pier, meu pai ouviu barulhos e conversas e foi ver o que era, chovia muito eram 03:00h da manhã. Abastecemos o barco de combustível e água, arrumamos os cabos e fui até o veleiro que tinha incendiado, horrível, não sobrou quase nada, o mastro dele caiu sobre outro barco, já tinham afastado ele das outras embarcações.

Veleiro "Escape" Fast 395 incendiando no Bracuhy

10:00h - Saímos do Bracuhy, quando passamos pelo canal o veleiro incendiado já tinha afundado.

Novamente a comissão fez a festa quando saímos, fotos, buzinas e tchauzinhos e lá vamos nós... Rumo a Ilha da Cotia que fica em Paraty, ondas de 2,5 à 3,0 metros deu uma vontade de surfar... mas não dava, quem estava surfando era o barco. Muuuito show!!!

Chegamos às 13:30h , limpamos o barco... Meu pai colocou o bote na água e remei um pouco perto do barco, enquanto isso ele fazia aquele "churras", que é sempre uma delícia, comemos, conversamos, e ficamos olhando a quantidade de embarcações que estavam lá, veleiros, lanchas e até barquinhos pequenos vendendo ostras entre os barcos. Eu ainda estava "MUITO" doente, a dor de ouvido tinha aumentado, minha mãe colocou remédio e tals...

Remando na Ilha da Cotia - Paraty, RJ.
Nossa "casinha" na Ilha da Cotia - Paraty, RJ.

Pegamos nosso bote e fomos até a prainha onde estavam todos reunidos num churrasco, encontramos o Márcio e a Daniela, amigos que havíamos conhecido em outro encontro de velejadores, ganhamos um livro sobre a história deles, que hoje moram em um veleiro (ela está grávida). Não demoramos muito e voltamos, pois o cansaço estava pegando e nossa partida para Ilha Bela estava prevista para às 3:00h da manhã. Mais um banho de mar (doente), depois um banho diferente no cockpit do barco, muito legal, janta e caminha.

"Churras" na Ilha da Cotia - Paraty, RJ.

12.04 - FELIZ PÁSCOA PARA TODOS!

Meu pai e minha mãe acordaram à meia noite, por causa de um lancheiro que resolveu dar uma festa com o som a todo volume, nós tínhamos que sair às 3:00h, daí já ficaram acordados ajeitando as coisas para partida. Foram 14 horas de navegada até Ilhabela, acreditem ou não eu dormi essas 14 horas (Hehe!). Chegamos às 4:00h da tarde, eu estava com "muuuuita" dor de ouvido, cheguei a pedir para minha mãe para irmos embora. Atracamos, não resisti e ajudei meu pai com as velas, minha mãe então, resolveu que me levaria ao hospital de Ilhabela, remédios, remédios e remédios.... Melhorei. Antes de irmos para o barco, passamos no restaurante do clube e comemos um brownie.

13.04 - Enquanto minha mãe preparava o café, enrolei todos os cabos do barco, deixei bem bonitinho, ganhei até elogios. Depois do café, fomos até a sede do clube para escrever para o blog, banho e saída para um churrasco promovido pelo Iate Clube Pindá, almoço digno da pessoa do Sr. Antonio " Toninho" Comodoro do clube, muito receptivos e agradáveis, uma simpatia ele e sua esposa.

Pinda Iate Clube - Ilhabela, SP. Churrasco no Pinda Iate Clube - Ilhabela, SP.

Mais uma vez encontramos com vários amigos velejadores, dessa vez a família do Hill do barco H2óia, do qual fui tripulante num rallye que aconteceu no Encontro da ABVC de 2008, é bem gostoso rever amigos, eles moram na ilha há 16 anos. Voltamos para o barco e iniciamos a jornada de abastecimento, supermercado, etc... Vamos sair às 4:00h da manhã. Uffa, Ufffffaaaa!!!!

Yacht Club de Ilhabela, SP.

14.04 - Meus pais acordaram às 3:00h para checar os itens para a partida rumo ao Iate Clube de Santos. Acordei às 8:00h, levantei, dei uma olhadinha lá fora como estava o mar e a navegada e voltei para a cama, saí dela somente às 12:50h, meu pai preparou uma pizza... Hummmm!!! para nós, (minha mãe não cozinha com o barco em movimento), almoçamos e continuamos.... Chegando próximo ao canal do Porto de Santos (maior porto da América Latina), contamos 23 navios cargueiros, aqueles gigantes , aguardando a sua vez para entrar. "Noooossa" o tráfego é intenso ali, balsas para lá e para cá, barcos menores, navios, eu nunca tinha visto uma situação assim com tanta embarcação trafegando ao mesmo tempo, foi assustador.

Trânsito intenso de embarcações de todos os tamanhos em Santos, SP.

Atracamos no clube, lavei todo o convés e cockpit do barco, meu pai me ajudou e minha mãe limpou dentro do barco. Terminada a faxina, fomos para o banho.... Que banho!!! Banheiro com toalhas, sabonete, cotonetes, secador, tudo que uma menina mulher precisa para o banho, um luxo a sede e acomodações do clube, jantamos ali mesmo, meu pai teve reunião, ficamos mais um tempo por ali, reencontrei o Jonas, amigo também de encontros de velejadores passados , vi um pouco de vídeo de surfe e depois fomos para nossa casinha. Ah!... Aqui se pega um barco para ir até a sede e voltar.

Iate Clube de Santos - Guarujá, SP.

Até breve com mais notícias!

Vitória

Nenhum comentário:

Postar um comentário